Educação

UFABC

Procuradoria Federal e UFABC fecham xerox e cantina de estudantes

Os estudantes da UFABC foram surpreendidos esta manhã por fitas zebradas no espaço onde funcionam cantinas e xerox do DCE e da atlética. No comunicado anexado, a PROAP afirma que por ordem da Procuradoria Federal e da UFABC está proibida atividades comerciais, como a xerox e cantina de estudantes, atacando a autonomia da entidade e da independência política dos estudantes.

quinta-feira 21 de setembro| Edição do dia

Veja o publicação do DCE da UFABC em sua página oficial do Facebook sobre o ocorrido:

[INFORME AOS ESTUDANTES]

Por ordem da Auditoria Interna da UFABC (Adriana Couto) e do Procurador Federal (Israel Teles da Rocha) foram colocadas na madrugada de hoje fitas zebradas no espaço onde funcionam cantinas e xerox do DCE e da atlética.

Consideramos que essa é uma atitude autoritária e arbitrária por parte desses dois burocratas da instituição. É uma atitude que atenta contra os princípios democráticos que devem reger a universidade e contra a autonomia do Movimento Estudantil.

A Xerox e as cantinas funcionam há anos nos espaços do DCE e da atlética e não cometem nenhuma ilegalidade.

O DCE e a AXIS se colocaram à disposição de dialogar e apresentaram um ofício, elaborado por um advogado, justificando com base na lei as nossas atividades. De maneira burocrática e autoritária, tanto o procurador quanto a auditora se negaram ao diálogo. A determinação foi que em 5 dias encerrássemos o trabalho da xerox e da cantina.

A xerox e a cantina empregam mais de dez estudantes de baixa renda e uma mulher grávida e mãe de dois filhos cuja única fonte de sustento é seu trabalho. Além disso, são a única fonte fixa de autofinanciamento do diretório, o que incorre em apoio às atividades das diversas outras entidades e coletivos da UFABC (LGBT Prisma, Negro Vozes, coletivos feministas, Enactus, Centros Acadêmicos, Semanas de cursos, campeonatos, etc).
Esse não é um ataque somente ao DCE. É uma tentativa de, apoiando-se na burocracia, acabar com as agremiações e atividades sociais, culturais e políticas dos estudantes. É uma ação que se insere, portanto, no contexto da disputa política das eleições para a reitoria e de golpe institucional que vive nosso país.

Não permitiremos que essas ações de retrocesso e punitivas às organizações estudantis passem desapercebidas e resistiremos, com o amparo da lei e das entidades de outras Universidades Federais, pois entendemos a importância e os impactos que esses espaços representam no cotidiano de todo o corpo discente de nossa Universidade.

No dia 05 de outubro, está agendada uma reunião da Cpaf (Comissão de Políticas Afirmativas) onde esperamos que uma saída negociada e legítima seja construída.

O DCE convoca todos os estudantes a defender a xerox e a cantina assinando o abaixo assinado disponível no DCE em SA e na sala das entidades em SBC, que será entregue a reitoria.

Defendemos a autonomia do movimento estudantil! Por uma UFABC mais democrática!




Tópicos relacionados

Educação   /    Juventude

Comentários

Comentar