Política

CASTA JUDICIÁRIA

Procuradores que ganham 30 mil querem 2 meses de férias do TCM Rio

segunda-feira 28 de agosto| Edição do dia

Cinco dos sete conselheiros do Tribunal de Contas Municipal do Rio de Janeiro se mostraram favoráveis à proposta de instituir férias adicionais no órgão, segundo fontes do Extra. Férias só para eles, é claro. Este processo administrativo que começou a ser discutido terça-feira com parecer favorável do relator Luiz Guaraná, e com pedido de vistas do processo pelo decano Antonio Carlos Flores de Moraes.

Além de férias de 2 meses, o processo prevê que os conselheiros se tornem vitalícios, se aposentando com 75 anos! Enquanto centenas de milhares de trabalhadores estão desempregados na cidade do Rio de Janeiro, cifra que sobe para mais de um milhão no estado todo, é um escárnio o que estes procuradores tentam fazer com a população, recebendo um salário de R$ 30.471,11 mensais, que é o teto constitucional do município.

E ganha tudo isso para simplesmente fingir que não viu as armações dos empresários cariocas com prefeitura, como por exemplo o escandaloso caso da tarifa superfaturada dos ônibus que rodam fora da validade ilegalmente, ou ainda os vultosos recursos destinados à iniciativa privada na saúde com as OS patrocinadas por Crivella.

Os procuradores do Rio se espelham nos procuradores da justiça federal, que já tem este benefício de dois meses de férias. Assim funciona a justiça brasileira, aliás, liberando Jacob Barata, dando imunidade para Joesley Batista e inúmeros outros empresários, e por isso recebem seus altíssimos salários e benesses, são todos a mesma "família". Por isso todos juízes deveriam ganhar o mesmo que uma professora, ter o mandato revogável, sendo eleito por voto popular, e as decisões conduzidas por júris populares.




Tópicos relacionados

"Partido Judiciário"   /    Poder Judiciário   /    Rio de Janeiro   /    Política

Comentários

Comentar