Política

RACHADINHAS

Procurador suspende denúncia contra Flávio Bolsonaro e Queiroz no esquema das "rachadinhas"

Eduardo Gussem, procurador-geral de Justiça do Rio de Janeiro, "resolveu" suspender a apresentação da denúncia contra Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz seu ex-assessor e policial da reserva, pelos esquemas de "rachadinhas"

quarta-feira 30 de setembro| Edição do dia

Foto: Reprodução

A investigação em curso a 2 (dois) anos , foi formalizada ontem (terça feira, 29) pelo MP no Rio. O esquema de corrupção do clã Bolsonaro veio a público no início de 2019 a partir de uma reportagem do Estadão e de um relatório da Coaf. Desde então o discurso dos que se elegeram sendo "contra corrupção" se tornou cada dia mais hipócrita.

A investigação formalizada ontem e já suspensa hoje, apontaria Flávio Bolsonaro como líder da organização criminosa e Queiroz como operador do esquema.

Eduardo Gussem teria se "irritado" pelo fato do documento ter vazado para a imprensa antes de ser formalmente apresentado a justiça, e por isso ordenou a suspensão da denúncia.

O esquema das "rachadinhas", junto a lavagem de dinheiro, teria desviado cerca de 2,7 milhões de reais, segundo as investigações e dados obtidos com a quebra do sigilo financeiro e bancário de Flávio Bolsonaro pelo MP.

A cada dia fica mais escancarada a hipocrisia dos poderes. Uma briga entre setores da burguesia, que ao mesmo tempo que se degladiam, manipulando a justiça para os seus interesses, sejam de qualquer lado da direita, se unificam sempre para nos atacar, passar reformas e retiradas de direitos.

Saiba Mais: MP do Rio conclui inquérito das “rachadinhas” de Flávio Bolsonaro e presidente tenta bloquear investigações




Tópicos relacionados

Fabrício Queiroz   /    Flavio Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar