Política

ENTRE AMIGOS

Procurador da ALERJ foi indicado por PMDB e trabalha no escritório do advogado de Picciani

terça-feira 21 de novembro| Edição do dia

Foto: Sérgio Mazillo, advogado dono do escritório onde trabalha Hariman Dias de Araújo

Hariman Dias, procurador da Alerj, trabalha no escritório de Sérgio Mazillo, advogado que trabalha para o presidente da casa, agora atrás das grades. O mesmo escritório também defende a Fetranspor (Federação das Empresas de Transporte do Estado do Rio de Janeiro) - que pagou propina para pezão e é controlada por donos de empresas de ônibus -, a Agrobilara, que é propriedade da família Picciani, além de Carlos Arthur Nuzman, ex-presidente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) investigado na lava jato.

Isso mostra como não devemos manter confiança nem no judiciário burguês que prendeu Rafael Braga e solta ricos e nem no legislativo que coloca a crise nas costas da classe trabalhadora, vendendo a única empresa estatal lucrativa do RJ, que é a CEDAE; sucateia a UERJ e Hospitais, enquanto deixa livre corruptos como Picianni e Albertassi. Devemos nos organizar e exigir que as grandes fortunas sejam taxadas e que paremos de pagar a divida pública, com a qual se gasta mais do que o valor investido em saúde e educação.




Tópicos relacionados

Alerj   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar