Economia

PRIVATIZAÇÃO DA ELETROPAULO

Privatização: Eletropaulo tem 70% das suas ações vendidas à multinacional italiana

A estatal de energia Eletropaulo teve 70% das suas ações vendidas para a multinacional Enel, que agora multiplicará ainda mais seus lucros às custas dos recursos brasileiros.

terça-feira 5 de junho| Edição do dia

Enel, a multinacional italiana, que tem como principal ramo a distribuição de energia, comprou mais de 70% das ações da Eletropaulo. A Enel, que já possui serviços em 35 países, já tinha concessões para distribuição de energia em alguns estados do Brasil: Goiás, Rio de Janeiro e Ceará.

A compra das ações da Eletropaulo fez com que a Enel aumente ainda mais sua capacidade de gerar energia e seu lucro dentro do Brasil, se tornando a maior distribuidora do país. O valor pago para comprar as ações foi cerca de R$5.5 bi, e o faturamento da Enel em 2017 foi de 74 bilhões de euros.

Leia também: Venda das 6 distribuidoras de energia da Eletrobras foram suspensas pelo TRT-RJ

A política privatista atravessa não só o governo golpista de Temer, que vem mirando a privatização da Petrobras e da Eletrobras, mas também os demais governos com o plano de entregar os recursos naturais e as empresas estatais, como mostra a privatização da Eletropaulo, empresa de distribuição de energia do Estado de São Paulo. Tanto Alckmin como Temer, seguem seus projetos pró-imperialistas de atacar o direitos dos trabalhadores e de entregar empresas brasileiras nas mãos do capital estrangeiros.




Tópicos relacionados

Eletropaulo   /    Alckmin   /    São Paulo   /    Economia

Comentários

Comentar