Internacional

CORONAVÍRUS

Prisões na América Latina tem aproximadamente 1,4 mil casos confirmados de covid-19

sábado 9 de maio| Edição do dia

A realidade das prisões na América Latina é terrível, são inúmeros detentos amontoados em celas, com condições insalubres, muitos deles há anos presos sem serem julgados, uma verdadeira máquina racista de encarceramento. Com a pandemia do novo coronavírus essa realidade que já era absurdamente cruel tende a piorar muito mais, segundo dados relatados são aproximadamente 1,4 mil casos confirmados para o novo coronavírus entre carcereiros e detentos.

No Peru foram registrados 613 casos e 13 mortes, na República Dominicana 239 testaram positivo, na prisão de Puento Alto em Santiago no Chile reportou 300 casos confirmados para covid-19. Não param de surgir revoltas nas prisões, nos Estados Unidos aproximadamente 200 detentos se rebelaram por conta das condições precárias e por medo de serem contaminados, na Argentina 1.000 fizeram greve de fome, algo que escancara as condições terríveis de extrema miséria que vivem esses detentos. No Brasil, os detentos enviaram cartas de despedida aos seus familiares com medo de morrerem por coronavírus sem ter tido tempo para despedirem.

São absurdas as condições que se encontram os detentos no mundo inteiro, não à toa vem surgindo revoltas e greves de fome por parte dos detentos. A crise do coronavírus na verdade, escanca um problema que há muito tempo existe, principalmente em países com uma das maiores populações carcerárias do mundo, cerca de 800 mil presos onde quase metade não tem condenação. Uma realidade racista e preconceituosa que estigmatiza a população pobre e negra, são milhões de imigrantes, latinos e negros que continuam sem julgamento e agora correm grande risco de perder suas vidas frente a pandemia do coronavírus.

O presos vivem amontoados em celas minúsculas, sem condição a uma alimentação adequada, com precárias condições de saúde e sanitária, sem testes e condições adequadas para garantir a saúde dos detentos, as prisões na América Latina podem vir a ser grandes focos de contaminação, registrando milhares de mortes e infectados. Tudo isso porque no capitalismo, as vidas das pessoas que vêm de estratos pobres da sociedade, se são negros e imigrantes, não valem de nada, há a necessidade de garantir testes para todos os presos, medidas adequadas de higiene e saúde para que se possa evitar mais contaminações.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Prisão   /    América Latina   /    Internacional

Comentários

Comentar