Internacional

BREXIT

Primeiro ministro britânico anuncia sua renúncia depois de derrota no referendo

No mesmo dia que a Bolsa de Londres e a Libra Esterlina desabam, o primeiro-ministro conservador, derrotado nas urnas anunciou sua renúncia.

sexta-feira 24 de junho de 2016| Edição do dia

Quase 52% dos britânicos que foram as urnas nesta quinta-feira se pronunciaram a favor desligar-se da União Europeia. A votação envolveu mais de 30 milhões de votantes dos 46 milhões de pessoas aptas a votar. Foi a maior participação em eleições desde 1992.

Na Inglaterra, 53% votaram a favor da saída, no país de Gales a saída foi vitoriosa com 52,5%. Por outro lado, na Irlanda da Norte, 55,8% votaram permanecer na União Europeia. Na Escócia, 62% votaram pela permanência.

Nesta manhã, assim que foi anunciado o resultado Cameron fez o comunicado em frente a residência oficial dos primeiros-ministros na Downing Street, 10. Também anunciou que entregará a liderança de seu partido, Conservador (Tories) em outubro quando haverá reunião anual do mesmo.

Cameron anunciou que as negociações com Bruxelas devem ser conduzidas por outro líder à frente do governo.

O terremoto político provocado por esta votação atinge não somente a Cameron. No partido trabalhista o dirigente Corbyn sofre uma moção de desconfiança para ser destituído de seu cargo. Na Escócia já se anuncia a convocação de um segundo plebiscito pela independência em relação ao Reino Unido.

O terremoto também teve impactos imediatos na Bolsa de Valores e na cotização da Libra. O índice FTSE chegou a cair 7,94%, as duas tarde horário local estava caindo 4,4%, amargando o menor índice em 30 anos. A libra chegou a cair ao menor valor desde 1985, valendo 1,33 dólares. Frente ao euro também veio caindo a cotização da moeda britânica.




Tópicos relacionados

Brexit   /    Internacional

Comentários

Comentar