Mundo Operário

Pressionadas por petroleiro do Rio, centrais respondem vacilantes sobre suspensão da greve

A redação do Esquerda Diário recebeu mais uma manifestação da revolta dos trabalhadores, diante da suspensão da greve. Reivindicamos a iniciativa do companheiro, e nos colocamos a disposição de todos os demais trabalhadores, chamando a ocupar as ruas no dia 5 e as redes sociais exigindo que as centrais parem de traição e convoquem a luta.

domingo 3 de dezembro| Edição do dia

Em artigo anterior já expressávamos a ampla indignação dos trabalhadores diante do recuo das centrais sindicais, com o anúncio da suspensão da greve nacional convocada para o dia 05. Como mostram os depoimentos, o sentimento da base é da necessidade da greve para fazer frente a brutalidades dos ataques que se somam contra os trabalhadores, especificamente a Reforma da Previdência que se aproxima da votação.

Diante desse sentimento, inúmeras foram as manifestações de revolta dos trabalhadores com suas centrais sindicais. Nós do Esquerda Diário recebemos mais uma demonstração dessa indignação: Eusébio, petroleiro de Ilha Redonda (RJ), insatisfeito com a suspensão da greve, usou as redes sociais para cobrar a sua central sindical, e também outras. As respostas obtidas por ele só reafirmam o caráter de freio da mobilização dos trabalhadores das centrais.

Como mostram as conversas, enquanto as centrais trabalham para “conter as reformas”, e não para barrá-las, para "mediar" e acordar, através de seus parlamentares, com os representantes deste governo golpista, nos colocando fora de cena, enquanto, como o companheiro bem disse, nossos direitos são vendidos.

Reivindicamos a iniciativa do companheiro, e nos colocamos a disposição, como uma mídia militante, de todos aqueles que se indignam com o posicionamento das centrais e chamamos a ir para as ruas nesse dia 5, para mostrar ao governo, aos empresários e às centrais que não vamos aceitar ataques passivamente.

Nos colocamos à disposição daqueles que exigem e cobram que elas organizem verdadeiramente a luta, a tomarem nosso site como veículo de expressão de sua indignação. Acreditamos que somente a luta organizada pela base dos trabalhadores pode superar suas direções burocratizadas, e nos colocamos a serviço dessa construção.




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Greve   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar