Política

TERCEIRIZAÇÃO

Presidente do Senado quer reserva de mercado para suas empresas de terceirização

Eunício de Oliveira (PMDB-CE), é presidente do Senado e dono de grandes empresas de terceirização e vigilância, onde os trabalhadores são super-explorados. Aprovada a lei da terceirização irrestrita meses atrás, Eunício quer aproveitar a Reforma Trabalhista para garantir o monopólio da terceirização, portanto, precarização desses setores.

Ítalo Gimenes

Campinas

terça-feira 4 de julho| Edição do dia

A ideia do Presidente do Senado, o pemedebista cearense Eunício de Oliveira, é de pressionar o governo para que publique, adicionalmente à Reforma Trabalhista, uma Medida Provisória, junto com centenas de outras reservadas pela base de Temer, que visa restringir o número de empresas de terceirização do setor (não se sabe se apenas de limpeza e vigilância, ou quaisquer outros).

Eunício parece querer reserva de mercado para que suas grandes empresas, a Confederal e a Corpys, possam aprofundar a terceirização no país, autorizado pela nova lei que permite a terceirização irrestrita no país, assim como a Reforma Trabalhista, que ainda não foi aprovada. Aumentar a terceirização significa transformar os postos de trabalho já existentes em empregos sem direitos trabalhistas, menores salários, sem equipamentos de higiene e segurança. No país, esse tipo de “sub-emprego” afeta em especial as mulheres negras, ou como nos telemarketings, aos LGBTs, travestis e transexuais principalmente.

As fontes que acompanham o assunto no Congresso e no governo dizem que Eunício tentou incluir as restrições nos vários projetos que tramitaram no Legislativo nos últimos anos e, sem sucesso, agora passou a pressionar o governo.

O senador, por outro lado, se passa por bom moço, pois estaria mesmo era preocupado os aventureiros que jogam para baixo o valor dos serviços, em licitações decididas pelo menor preço, e depois não tenham condições de pagar os funcionários corretamente ou arcar com indenizações trabalhistas.

De fato, o que a terceirização produz no Brasil, e que será cada vez mais a regra graças a este mesmo Senador e todo o governo golpista, é a existência de empresas terceirizadas fantasmas e caloteiras, justamente por não haver grandes garantias legais, tampouco trabalhistas que as segurem de do dia para a noite demitir todos os funcionários. Não serão as grandes empresas de terceirização que mudarão a realidade, mas uma completa eliminação das leis de terceirização aprovadas nas últimas décadas, só possível através de uma Constituinte imposta pela luta dos trabalhadores.

Saiba mais sobre terceirização: Os males da terceirização e da precarização do trabalho

POESIA: As Terceirizadas

Fonte: VALOR - Empresário, Eunício pressiona por MP para restringir terceirizadas




Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    Senado   /    Terceirização   /    Política

Comentários

Comentar