Mundo Operário

Prefeitura de Osasco (SP) ignora protocolo anti-Covid durante contratação de funcionários

A cidade de Osasco, umas das maiores da região metropolitana de São Paulo, confirma, até agora, 4 casos de Corona Vírus e mais de 90 suspeitos, segundo dados oficiais.

quinta-feira 19 de março| Edição do dia

Segundo denúncia recebida em nossa campanha contra o descaso dos patrões com a saúde dos trabalhadores e condições de trabalho, nessa quinta-feira (19), as contratações da Prefeitura de dezenas de trabalhadores eram feitas em pequenas salas sem os equipamentos recomendados para evitar o contágio e proliferação do vírus Corona, como máscaras e álcool gel e mesmo a quarentena.

A cidade de Osasco, umas das maiores da região metropolitana de São Paulo, confirma, até agora, 4 casos de Corona Vírus e mais de 90 suspeitos, segundo dados oficiais. O prefeito Rogério Lins, do PTN, partido direitista que participou do golpe institucional, além de ter votado a favor da reforma da previdência e da terceirização, prometeu contratar 500 funcionários da saúde para enfrentar a crise do Corona vírus, querendo mostrar que é bom de gestão.

Entretanto, a saúde pública de Osasco é bastante precária faz anos, com uma média de 0,87 leitos públicos para cada mil habitantes e, portanto, muito insuficiente para uma crise dessa proporção.

Ainda mais se as devidas medidas preventivas não forem levadas a sério. Segundo a denúncia que recebemos, a própria prefeitura vem descumprindo as medidas preventivas tornando-se assim, ela própria, potencial vetor de contágio, ao contrário de combater a doença, expondo dezenas de trabalhadores, em seu processo de contratação, a condições insalubres.

Segundo outras denúncias recebidas com relação a prefeitura, existe uma confusão sobre como proceder diante de cada caso e que serviços devem ou não parar, mas parece ser a tônica da prefeitura o descaso com seus próprios trabalhadores. Que dirá com os demais trabalhadores da cidade.




Tópicos relacionados

Coronavírus   /    Osasco   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar