Sociedade

REPRESSÃO

Prefeito de São Bernardo do Campo desaloja 100 famílias de forma violenta

Prefeito de SBC demoliu cerca de 100 casas e desalojou centenas de pessoas.

quarta-feira 29 de novembro| Edição do dia

E o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando apronta mais uma contra os trabalhadores e munícipes da cidade. Primeiro não regularizou nem solucionou os problemas de falta de moradia. Hoje a cidade de São Bernardo do Campo tem o maior deficit habitacional da região do ABC. E a ocupação Povo Sem Medo, onde o MTST encabeça a luta por moradias na cidade, segue sem nenhuma solução por parte da prefeitura que simplesmente ignora a existência das 7 mil famílias. Existem terrenos abandonados, não utilizados anteriormente e que com a ocupação a burguesia capitalista se mostra incomodada e põe suas garras à mostra atacando trabalhadores sem teto, coibindo inclusive a entrada de alimentos, água, entre outros suportes, inclusive apresentação de Caetano Veloso no terreno onde estão alojados os supostos “invasores”, segundo a própria prefeitura, invasores hoje, mas que quando chega época de eleições são contribuintes e eleitores.

Mas não para por aí os ataques, ontem(28/11)foram demolidas cerca de 100 casas na Vila Moraes/Acampamento dos Engenheiros, onde aproximadamente 500 famílias residem no bairro localizado na Estrada do Alvarenga, altura do número 10,059 e que existe ha mais de 40 anos, casas com relógios de água e luz instalados e que segundo moradores do local, não houve diálogos, nem mesmo solução para o caso. Fato que se agrava dia após dia, pois além de não dialogar, o prefeito ainda mandou a tropa da GCM retirar os moradores, forçando-os a saírem às pressas, praticamente com as roupas do corpo, não dando chances aos moradores. O clima é de terror e por muito pouco não houve catástrofe, pois um morador idoso dormia enquanto a GCM fazia a varredura sem verificar a presença de pessoas para demolir as casas o quanto antes. Hoje quarta feira moradores estão organizando um protesto na Câmara de SBC e tentar pressionar os vereadores, para cobrar de Orlando Morando uma solução digna aos moradores da região.




Tópicos relacionados

Repressão   /    Sociedade

Comentários

Comentar