Gênero e sexualidade

PÃO E ROSAS

Precisamos fazer a terra tremer por Marielle: Fora Intervenção Federal no RJ!

Na noite dessa quarta-feira a Vereadora Marielle Franco, do PSOL, foi brutal e covardemente assassinada. Nove tiros foram disparados contra o carro que estava. A vereadora era mais uma mulher que lutava contra a opressão e o racismo, e recentemente denunciou a polícia e a mataram, mas não vão nos calar, precisamos nos organizar e nos mobilizar contra todos os golpitas a intervenção federal e os crimes policiais que assassinam a população diariamente.

quinta-feira 15 de março| Edição do dia

Já são diversos atos chamados pelas cidades do Brasil para repudiar o brutal assassinato e se solidarizar a perda da Vereadora. Uma grande comoção os setores progressistas em todo o país.

Dias antes a vereadora havia denunciado a ação de PMs do 41º BPM (Irajá) na Favela de Acari. Trata-se de um batalhão conhecido como “Batalhão da morte”, por ser dos mais assassinos, e que recentemente havia sido alvo de denúncias de mais uma onda de absurdos de uma polícia racista e violenta, com invasão de casas e todo tipo de violações de direitos elementares.

Nós do Pão e Rosas nos solidarizamos com familiares, amigos, companheiros e companheiras do PSOL e cada um que admirava a luta de Marielle. Expressamos também nosso profundo repúdio e indignação ao ocorrido, o Rio de Janeiro que sofre há anos com a violência policial, que assassina diariamente a juventude, os negros e as mulheres, vive agora sob uma intervenção federal, que desde a sua implementação pelo presidente Temer, denunciamos que tinha um caráter reacionário onde quem mais sofreria seria justamente as mulheres negras.

Nossa indignação precisa se expressar nas ruas. É necessário uma comissão de investigação independente para apurar esse crime. Basta de crimes policiais, lutaremos todos os dias contra a intervenção federal e por todos aqueles que morreram injustamente. Ela denunciou a policia e a mataram porque querem calar a todos nós, mas não vamos permitir.




Tópicos relacionados

29J - Visibilidade Trans   /    Mulher   /    Rio de Janeiro   /    Violência contra a Mulher   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar