Sociedade

GUERRA AS DROGAS

Por vingança, PMs invadem 3 vezes a Cidade de Deus em megaoperação

Um comandante do 18º Batalhão, declarou "guerra sem trégua" em claro tom de vingança. A mega-operação invadiu a Cidade de Deus 3 vezes ao longo dia.

sexta-feira 4 de maio| Edição do dia

IMAGEM: Shuud.mn

Após assassinato do capitão Estevan Cruz Contreiras, após assalto em Jacarepaguá um comandante do mesmo batalhão do morto, o 18º, declarou "guerra sem trégua" em um aplicativo de troca de mensagens. A seguinte mensagem circulou para seus policiais comandados, segundo O Globo: - "Quero pedir a todos voces que se empenhem ao máximo, buscando quem quer que seja, em qualquer buraco, viela, casa, seja lá onde for os assassinos do Contreiras".

O tom altamente vingativo do Comandante se sucedeu a 3 operações em horários distintos que paralisaram a Linha Amarela. Na Cidade de Deus, onde a mega-operação foi realizada, um grande número de pessoas saiu de seus carros, e ônibus para se deitarem no asfalto e não serem atingidos. 4 mortos foram registrados na favela. Mais sete baleados foram encaminhados ao Hospital Lourenço Jorge, na Barra.

A policia racista mais uma vez cumpre seu papel sanguinário dentro da nossa sociedade e a Intervenção Federal brinda a ineficácia desse tipo de operação, que dia após dia, atormenta os moradores das favelas. Os autos de resistência novamente serão utilizados para legitimar o massacre, contra qualquer que seja o morto pelos policias para eles serem julgados por tribunais militares, e obviamente, absolvidos. O caso de um pai que teve seu filho de dois anos assassinado enquadrado como auto de resistência é emblemático para demonstrar até aonde pode ir a impunidade. Leia mais sobre aqui.

Ao programa "RJ TV" da TV Globo, o porta-voz da PM, mais uma vez minimizou a atuação da polícia, dando coro a declaração do comandante: "É função do comandante, sim, motivar e conclamar sua tropa, para que respostas sejam dadas, uma vez que um de nós venha a tombar em combate. A corporação, portanto, compreende essa ação, e hoje estamos atuando tecnicamente na Cidade de Deus."Os "resultados" a que os policiais se referem, são muitos mortos e feridos, oito presos, 2 fuzis apreendidos e quatro pistolas.

A Legalização de todas as drogas é a única saída possível para acabar com o tráfico, e golpear os verdadeiros traficantes que, em seus "helicocas" estão muito longe das operações policiais midiáticas, cheios de mortos e feridos. Importante ressaltarmos que a própria Guerra às Drogas é responsável por criar o tráfico, e que, mais uma vez posta em prática uma operação desse tipo, quem mais sai perdendo são os trabalhadores. O Estado ao seguir com esta política sobre as drogas mantém o tráfico, e é responsável por alimentar seu poder a base de muita corrupção, dinheiro sujo e genocídio da população negra.




Tópicos relacionados

Intervenção Federal   /    Guerra às Drogas   /    Corrupção Policial   /    Drogas   /    Sociedade   /    Violência Policial

Comentários

Comentar