Política

eleições 2018/Bolsonaro machista

Por que o machismo do Bolsonaro é útil aos capitalistas?

O histórico machista de Bolsonaro é longo: ataca mulheres de todas as formas que pode, seja incitando estupro até querendo justificar salários mais baixos por conta da gestação. Criou seus filhos com essa mentalidade medieval, que reproduzem seu preconceito e ignorância absoluta.

Jones Adriano Gaio

Professor da rede estadual do RS

sexta-feira 31 de agosto| Edição do dia

Tal como seu racismo não se trata de excessos. Se trata de um programa consequente com reforçar o patriarcado para aumentar a exploração de todos trabalhadores, começando pelas mulheres a quem recai o trabalho doméstico não remunerado além de ter que vender sua força de trabalho como a todos trabalhadores.

Em 2003, Bolsonaro protagonizou um escândalo na Câmara contra Maria do Rosário, deputada do PT. O caso tomou repercussão quando o Bolsonaro afirmou que por sua estética, a deputada não “merecia” ser estuprada. Todos os dias 135 mulheres são estupradas, e segundo o Mapa da Violência, a maioria dos casos acontecem dentro do próprio lar, contra meninas e adolescentes e em geral por parentes próximos.

https://www.youtube.com/watch?v=lB4p1g5ENNk

opinião de Bolsonaro sobre as mulheres

Pela primeira vez na história, as mulheres compõem, cerca de 50% da classe trabalhadora de todo mundo: o avanço das mulheres no mercado de trabalho se dá a duras penas. Presas ao trabalho doméstico, mulheres fazem dupla e até dupla jornada, ganham menos que os homens e as mulheres negras são jogadas para postos de trabalhos ainda mais precarizados com o avanço da precarização que trouxe a Reforma trabalhista de Temer. É em meio à este cenário, que Bolsonaro declarou que mulheres deveriam receber menos por engravidarem. Falso defensor da família e da vida, Bolsonaro se posiciona contrário à legalização do aborto por defender a “vida”, mas defende todo tipo de política machista contra as mulheres, inclusive de puni-las por serem mães.

Na história, as mulheres protagonizaram lutas heróicas e sempre se colocaram na linha de frente da luta pelo direito a igualdade, a liberdade e uma vida digna de ser vivida. Os governos, a igreja e o patriarcado sempre quizeram controlar o corpo e a consciência das mulheres para mantê-las em um profundo estado de submissão e obediencia.

Desde a revolução francesa no final do séc. XVIII, as mulheres ajudaram a derrubar reis tiranos lutando nas ruas e em barricadas. No século XIX e ainda hoje, são o setor mais explorado no sistema capitalista. Foi no final do século XIX, que conquistaram o direito ao voto com o movimento das “sufragistas”. Muitas tombaram em greves, assassinadas em portas de fábricas e nas barricadas lutando por um mundo mais justo.

As mulheres devem receber a mesma remuneração dos homens, e esta luta deve fazer parte da demanda de todos os trabalhadores, uma vez que o machismo reduz os salários das mulheres, mas também ataca o conjunto da classe trabalhadora. Além disso, é preciso também implementar creches e lavanderias públicas, garantindo o fim da dupla jornada das mulheres, que descarrega o trabalho doméstico em suas costas.

O direito ao aborto, livre, legal, seguro e gratuito, também deve ser garantido para todas as mulheres, uma vez que 4 mulheres morrem por aborto clandestino todos os dias. Destas 4, 3 são negras. Bolsonaro, não só defende barbaridades machistas contra as mulheres, como se posiciona contra a legalização do aborto. A legalização do aborto, que por sua vez é uma questão de saúde pública, deve ser garantido com a luta organizada das mulheres na rua, capaz de impor que este direito seja garantido através do sistema único de saúde.

A história da luta das mulheres foi extraordinária e continuará sendo. Foram incansáveis na luta pela sua emancipação e libertação. Os machistas, como Bolsonaro e seus filhos, pretendem apagar essa história.

Machistas opressores como “os bolsonaros” não vencerão e não apagarão a chama que queima no coração de cada mulher oprimida. O lugar de Bolsonaro e de seus seguidores está reservado a lata de lixo da história. Nenhum voto das mulheres em Bolsonaro!




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    Bolsonaro   /    Feminismo   /    Machismo   /    Política

Comentários

Comentar