Educação

CONUNE

Por que o DCE e os CAs da USP não informam aos estudantes como ir ao CONUNE?

Nos próximos dias 10 a 14 de julho ocorrerá o 57° congresso da União Nacional dos Estudantes, a maior entidade representativa estudantil do país. O congresso reunirá delegados eleitos em diversas universidades e acontecerá num momento muito próximo à votação da nefasta reforma da previdência na câmara dos deputados.

sábado 29 de junho| Edição do dia

O congresso da UNE vem em meio a um momento importante no cenário político nacional. Após um primeiro semestre conturbado em que vimos levantes massivos de juventude, conflitos políticos entre as diversas alas do governo e um 14J marcado pela traição das burocracias sindicais aos trabalhadores, construindo uma greve que convocaram os trabalhadores a “ficar em casa”, enquanto negociavam nossos direitos com o Congresso Nacional, o CONUNE 2019 reunirá estudantes de todo o país, e poderia cumprir um papel de imensa importância na conjuntura política brasileira e na nossa luta contra todos os ataques dos governos e o projeto de país do golpismo.

O Esquerda Diário esteve em uma série de universidades construindo as campanhas da chapa "São eles ou Nós: que os capitalistas paguem pela crise!" composta por estudantes da juventude Faísca e independentes, que batalharam pela união entre a juventude e os trabalhadores na luta contra os ataques de Bolsonaro e a reforma da previdência, defendendo um programa anticapitalista de saída a crise econômica.

Na Universidade de São Paulo demos essa batalha conquistando 2 delegados que vão seguir levando essas ideias em Brasília no CONUNE, mas achamos de fundamental importância que o maior número de estudantes que puderem estejam presentes no congresso, e que todos os estudantes que queiram ir ao congresso, tenham como. A direção majoritária da UNE hoje é composta pelas mesmas correntes que estão presentes na gestão do nosso DCE e justamente por isso, tem como grande responsabilidade garantir a ida de todos os estudantes que queiram participar.

No entanto, estamos há pouco mais de 10 dias do CONUNE e o DCE sequer está informando o conjunto dos estudantes sobre as formas de ir para Brasília. Não sabemos se a universidade garantirá ônibus ou não, se estão exigindo das reitorias que emprestem os ônibus que já existem na universidade para garantir nosso mínimo direito de nos organizarmos enquanto movimento estudantil. É urgente que o DCE informe cada estudante da universidade como se dará a ida ao congresso, principalmente frente a todos os ataques à educação que estamos sofrendo, quanto mais estudantes estiverem presentes, maior pode ser nossa força para derrotar Bolsonaro. É importante também frisar que é responsabilidade do DCE e das direções dos Centros Acadêmicos batalhar para garantir que todos os estudantes e as estudantes que queiram participar do CONUNE tenham meios de transporte para ir até Brasilia.

A partir do Esquerda Diário já lançamos uma exigência a que todas as reitorias garantam a ida dos estudantes ao congresso, e sabemos que a falta de informação por parte do DCE e da direção majoritária não é à toa: seus partidos e governadores, do PT e PCdoB estão nesse momento em meio a uma grande negociação com Bolsonaro pela reforma da previdência e ao mesmo tempo que negociam para aprová-la, freiam nossa luta nos sindicatos e entidades estudantis que dirigem, como podemos ver na nossa própria universidade com o DCE, mas também com centrais como a CUT e a CTB

A direção minoritária da UNE por sua vez, composta dentre outras por PSOL e PCB, também dirige alguns dos principais centros acadêmicos da USP, como o CAPPF na Pedagogia, e o CEUPES, na Ciências Sociais, mas também não informa os estudantes dos cursos em que estão sobre as formas de irem ao congresso. Ao contrário, as correntes de juventude como Afronte, Juntos e UJC estão organizando suas próprias caravanas e se isentando da responsabilidade que possuem enquanto direção dos centros acadêmicos a garantir nossa ida ao congresso. É muito fundamental que as correntes da oposição à direção majoritária se unam nessa exigência ao DCE pra que informe o conjunto dos estudantes do congresso e garanta a ida de todos à Brasília no dia 10.

Nosso futuro está em jogo e a juventude já mostrou o papel que pode cumprir. É necessário que cada estudante se sinta sujeito do movimento estudantil e de cada uma de nossas lutas e possa estar no próximo CONUNE!




Tópicos relacionados

CONUNE 2019   /    Faísca - Juventude Revolucionária e Anticapitalista   /    Universidade   /    Educação

Comentários

Comentar