RACISMO

“Por US$ 1 milhão, o assassino de Floyd está livre enquanto os negros seguem morrendo”, diz Letícia Parks

O policial Derek Chauvin que assassinou brutalmente George Floyd aguarda julgamento no conforto de sua própria casa, após ter pago fiança de 1 milhão de dólares, que foi arrecadado por supremacistas brancos.

quinta-feira 8 de outubro| Edição do dia

O policial Derek Chauvin ajoelhou-se no pescoço de George Floyd por mais de 8 minutos. Assim foi o brutal assassinado que gerou uma explosão da fúria negra nos EUA, e manifestações em diversos lugares do mundo, inclusive no Brasil.

O dinheiro foi levantado por vaquinha feita por supremacistas brancos. Uma mostra do racismo entranhado na sociedade americana e do nível de polarização, onde até o presidente Donaldo Trump, se recua a condenar os supremacistas publicamente.

Letícia Parks, que é candidata a vereadora em São Paulo, pela Bancada Revolucionária de Trabalhadores, declarou que “por US$ 1 milhão, o assassino de Floyd está livre enquanto os negros seguem morrendo”.

Na sua conta de twitter, ela agregou:




Tópicos relacionados

Bancada Revolucionária de Trabalhadores   /    Racismo Estrutural   /    Racismo Policial   /    Justiça para George Floyd   /    George Floyd   /    Racismo   /    Racismo EUA   /    Racismo

Comentários

Comentar