Economia

NOVO REFIS

Políticos que devem R$ 533 milhões querem perdoar suas dívidas e salvar os empresários

Deputados e senadores que devem à União R$ 532,9 milhões serão os responsáveis por aprovar o texto do novo Refis - programa de parcelamento de débitos tributários e previdenciários concedido isentar empresários com grandes dívidas. O governo enviou uma proposta ao Congresso, em janeiro, com a expectativa de arrecadar R$ 13,3 bilhões este ano, mas a medida foi alterada pelos parlamentares, derrubando a arrecadação para R$ 420 milhões. A nova versão pretende perdoar 73% da dívida a ser negociada.

quarta-feira 19 de julho| Edição do dia

A nova proposta do Refis (programa de parcelamento de débitos tributários e previdenciários para isentar grandes dívidas de empresários) está nas mãos de deputados e senadores que juntos devem R$ 532,9 milhões. A proposta inicial tinha expectativa de arrecadas R$ 13,3 bilhões este ano, mas os parlamentares alteraram a medida, derrubando o montante da dívida para R$ 420 milhões, beneficiando grandes empresas bilionárias para descarregar a crise nas costas dos trabalhadores.

O montante dos R$ 532,9 milhões da dívida acumulada pelos políticos que debatem o projeto leva em conta dívidas inscritas nos CPFs, débitos nos quais eles são corresponsáveis ou fiadores e o endividamento de empresas das quais são sócios ou diretores. Buscam utilizarem do posto para livrar a própria conta, como já fizeram anteriormente.

Ainda no Refis anteriormente aprovado para isentar bilionários, já havia reduzido mais da metade das dívidas. O montante atual não leva em conta a parte da dívida "regular", que foi negociada, são R$ 299 milhões além dos R$ 532,9 milhões em questão.

Pode lhe interessar: Temer negocia dívida de R$ 10 bi com latifundiários em troca de apoio as reformas

As empresas de 76 deputados federais devem R$ 218,7 milhões, enquanto as geridas por 17 senadores acumulam débitos de R$ 201,2 milhões. É nesse grupo que está incluído o deputado Newton Cardoso Jr. (PMDB-MG), relator da medida provisória do novo Refis e responsável por modificar totalmente o teor do texto original para ampliar as vantagens aos devedores. Newton Cardoso Jr. deve R$ 51 milhões, prova de que trabalham pelo próprio benefício e dos demais empresários beneficiados.

Com informações de Agência Estado




Tópicos relacionados

Câmara dos Deputados   /    Senado   /    Corrupção   /    Economia

Comentários

Comentar