Sociedade

DÓRIA RACISTA

Política higienista de João Dória deixa moradores da Cracolândia dormindo no chão

No ultimo domingo (21) uma operação do Estado em parceria com a prefeitura de São Paulo, expulsou de forma violenta da Cracolândia no centro da cidade, seus freqüentadores.

terça-feira 23 de maio de 2017| Edição do dia

Com discurso higienista e em apoio à especulação imobiliária o governo e a prefeitura de São Paulo em uma operação com quase mil policiais do DENARC (Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico) expulsou da Cracolândia seus frequentadores e “moradores”.

Com o discurso de guerra contra o tráfico de drogas a polícia utilizou de bombas de gás e balas de borracha para tirar aquelas pessoas dali de forma violenta e arbitrária. Vale lembrar também que alem dos usuários que ocupavam o espaço, também permaneciam ali pessoas em situação de rua, em sua maioria negros e indígenas.

A denúncia da Folha de S. Paulo na data de hoje (23) mostra que centenas dessas pessoas que foram “capturadas” e levadas para um órgão público estão dormindo no chão, encolhidas em seus podres cobertores, situação não muito diferente dos que ficaram na região do centro de São Paulo, e que por lá permanecem fugindo e andando em bandos para se protegerem.

Vale lembrar que esse João Dória que violentamente expulsa as pessoas das ruas é o mesmo Dória que no começo do ano mandou instalar uma tela verde em baixo do viaduto 9 de julho para esconder moradores de rua.

Fica claro que a gestão Psdbista de Alckmin e Dória não está nem aí para a vida dessas pessoas, eles governando para as grandes construtoras que precisam de um lugar “limpo” para seus interesses capitalistas. Construir dezenas de prédios de luxo para o deleite dos poucos que podem pagar enquanto garantem que as pessoas em situação de rua não se aproximem, encarcerando-os ou simplesmente os expulsando daquele local.




Tópicos relacionados

João Doria   /    Sociedade   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar