Internacional

ESTADOS UNIDOS

Policial branco assassina adolescente afroamericano em Ohio

Um afroamericano de 13 anos foi assassinado a tiros por um policial branco em Ohio quando manuseava uma pistola de ar comprimido. Indignação em todo o país por um novo caso de brutalidade da polícia racista.

sexta-feira 16 de setembro| Edição do dia

Um policial branco de Ohio assassinou um menino afroamericano de 13 anos, nesta quarta à noite. Segundo informações oficiais, o policial respondia ao relatório de um assalto quando disparou no jovem, após este sacar o que se concluiu ser uma pistola de ar comprimido.

O policial, identificado como Bryan Mason, disparou várias vezes em Tyree King, de 13 anos, em um beco. O adolescente sacou o que parecia ser uma pistola de seu cinto quando foi crivado de tiros.

Após o assassinato, os detetives recolheram a arma da cena e determinaram que era uma pistola de ar comprimido.

O acidente ocorreu por volta das 20h local, quando a polícia respondeu a uma ocorrência de roubo. Segundo a versão oficial, uma patrulha da polícia localizou três homens, incluindo King, cuja descrição se ajustava à dos suspeitos. Ao ver a polícia, o adolescente começou a correr, entrando em um beco, onde Mason disparou em King quando ele sacou o que parecia ser uma arma.

King foi levado ao Nationwide Children’s Hospital, onde declararam sua morte, completou a polícia.

O acidente ocorreu quase dois anos depois da morte de Tamir Rice, outro jovem negro de 12 anos, que foi baleado por um policial de Cleveland que respondia a ocorrência de um suspeito armado em um parque da cidade. Uma investigação posterior mostrou que Rice portava uma pistola de brinquedo que disparava bolinhas de plástico.

A hashtag #TyreeKing aparece desde a manhã desta quinta-feira entre as mais usadas no Twitter nos Estados Unidos, com a qual os usuários expressavam sua indignação pela morte do jovem e a comparavam com a de Rice.

Ativistas do Black Lives Matter e outras organizações denunciaram nesta quinta que segundo o relatório do departamento de polícia nenhum dos oficiais que participaram do tiroteio carregavam câmeras.

Também denunciaram que o policial que assassinou King estava envolvido em ao menos três tiroteios nos últimos seis anos.




Tópicos relacionados

Racismo EUA   /    Racismo   /    Violência Policial   /    Internacional

Comentários

Comentar