Sociedade

PORTO ALEGRE

Polícia inicia reintegração violenta na ocupação Lanceiros Negros em Porto Alegre

Nesta quarta (14) a Brigada Militar iniciou reintegração de posse violenta na Ocupação Lanceiros Negros, no centro de Porto Alegre. Com bombas de gás lacrimogêneo e efeito moral, gás de pimenta e um batalhão de policiais fortemente armados que cercam o prédio, o governo Sartori pretende despejar dezenas de famílias. Ativistas e moradores convocam apoiadores a se somarem à resistência.

quarta-feira 14 de junho| Edição do dia

Em uma das noites mais frias do ano, dezenas de famílias podem ficar sem ter onde morar em Porto Alegre. Com muita repressão, o Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar iniciou nesta noite a reintegração de posse da Ocupação Lanceiros Negros.

O prédio, localizado na esquina das ruas Andrade Neves e General Câmara, no centro da capital, estava abandonado há mais de 10 anos e é de patrimônio do Estado. Há cerca de um ano e meio foi ocupado e vem sendo utilizado como moradia por dezenas de famílias, inclusive muitas crianças.

Neste momento a Brigada Militar está dentro do prédio impedindo a entrada de outras pessoas. No lado de fora, bombas e repressão aos apoiadores, e do ouve-se gritos que vêm do lado de dentro da ocupação. Os relatos dão conta de pelo menos oito presos, entre eles o deputado estadual Jeferson Fernandes (PT). Pedro Ruas (PSOL), Sofia Cavedon (PT) e Roberto Robaina (PSOL) também estão no local.

Em protesto contra a violência policial, apoiadores bloquearam a Avenida Salgado Filho, próximo à ocupação.


Foto: Lucas Rivas/Twitter

Atualizaremos com mais informações.




Tópicos relacionados

Sartori   /    Porto Alegre   /    Sociedade   /    Violência Policial

Comentários

Comentar