Política

POLÍTICA

Polícia faz busca e apreensão em imóvel de Alessandra Estevez, funcionária de Flávio Bolsonaro

quinta-feira 18 de junho| Edição do dia

CORREÇÃO: O imóvel não pertence à Jair Bolsonaro, mas fica ao lado de um imóvel pertencente ao presidente.

Em operação que prendeu Queiroz em Atibaia, o Ministério Público também fez uma busca e apreensão em imóvel investigando Alessandra Esteves, funcionária de Flávio Bolsonaro no Senado. O imóvel fica em Bento Ribeiro, na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro.

A casa serviu de comitê de campanha de Jair Bolsonaro na região e consta na declaração de bens do presidente. Bolsonaro chegou à visitar um imóvel na mesma rua durante a disputa eleitoral e, na ocasião, cortou os cabelos em um salão próximo à casa.

A busca e apreensão durou uma hora, a reportagem do G1 afirma que era possível ouvir barulhos de martelo, o que sugere que os agentes quebravam a alvenaria buscando alguma coisa na casa.

Naquele lugar, morava Alessandra Esteves Marins, que faz parte da equipe de apoio de Flávio Bolsonaro no Rio. Segundo a investigação do caso da rachadinha, ela teria repassado R$ 19 mil para Fabrício Queiroz, preso hoje na casa do advogado dos Bolsonaro.

O MP cumpre o mandato contra Alessandra, que também já foi servidora na Alerj. Luiza Paes Souza também é alvo dos mandatos, ela teria repassado R$ 155 mil para Queiroz em salários. Os agentes foram até a casa dela em Oswaldo Cruz. Além da busca e apreensão, a justiça autorizou medidas cautelares contra os investigados, como afastamento das funções públicas, obrigatoriedade de se apresentarem à justiça todo mês e proibição de contato com testemunhas.




Tópicos relacionados

Fabrício Queiroz   /    Alerj   /    Jair Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar