Sociedade

#TEMERGOLPISTA

Polarização política e social no twitter

A polarização tem se expressado também no twitter. Internautas mostram que estão acompanhando a política nacional e os acontecimentos históricos vivenciados em 2016 não vão passar batido nas redes sociais.

sexta-feira 2 de setembro| Edição do dia

Mesmo com o cenário de polarização, depois do golpe institucional, nas ruas ainda não houve grandes atos. As manifestações contra o governo golpista de Michel Temer são mais expressivas e tendem a crescer com os ataques aos direitos sociais que estão por vir. Por outro lado, tanto no twitter como no facebook os internautas mostram que estão por dentro do que está acontecendo na política nacional.

Pela manhã, um dia após o golpe institucional, a tag #somostodosgolpistas comemorando o impeachment com comentários racistas, machistas, homofóbicos e elitistas, foi um dos tranding topics no twitter ocupando a 6ª posição. Ao final da noite a hashtag #TemerGolpista entrou para os assuntos mais comentados do momento. Apesar de maioria pró-Dilma, muitos tweets contra o golpe também manifestaram criticas ao governo do PT. Temer ter declarado que não vai aceitar ser chamado de golpista, pois “golpista é você, que está contra a Constituição”, além das truculentas repressões nas manifestações contra o impeachment, contribuíram para elevar a tag aos trending topics.

O fato de duas hashtags tão antagônicas ocuparem no mesmo dia os trending topics, é uma expressão da polarização política e social pela qual passa o país. Desde o ano passado, mediante o cenário de crise política e econômica com a abertura do processo de impeachment, os conflitos políticos tomaram conta do twitter sempre nos trending topics.

As tags contra e a favor de Dilma disputavam espaço na rede social, de um lado ‘tuitaços’ com declarações de amor e apoio a ex-presidente, do outro, comentários surpreendentemente machistas contra Dilma. Quando Temer assumiu interinamente a presidência as hashtags #TchauQuerida e #LutoPelaDemocracia, em resposta a primeira, também disputaram posições nos assuntos mais comentados do momento.




Tópicos relacionados

Golpe institucional   /    Michel Temer   /    Sociedade

Comentários

Comentar