Gênero e sexualidade

LEGALIZAÇÃO DO ABORTO

Plenária reúne mais de 50 mulheres para construir a maré verde na UERJ

Isabela Santos

Estudante de Serviço Social da UERJ

sábado 4 de agosto| Edição do dia

Na última quinta-feira, 02/08, ocorreu a Plenária das Mulheres da UERJ. A plenária foi convocada pelo Centro Acadêmico de Serviço Social da UERJ (CASS-UERJ) como parte de trazer o exemplo das argentinas, que estão impulsionando uma forte luta pelo direito ao aborto, e construir na universidade o ato que está sendo convocado no Rio para o próximo dia 08/08.

As argentinas mostram o caminho ao construírem uma forte mobilização nas ruas, nas universidade e nos locais de trabalho que permitiu a aprovação na Câmara do projeto de lei que legaliza o aborto. Agora, no próximo dia 08, vão mais uma vez tomar as ruas numa maré verde para que o projeto seja aprovado no Senado deste país.

A plenária que contou com mais de 50 mulheres reuniu estudantes da pós e da graduação de diversos cursos da universidade. Foi debatido o exemplo das mulheres argentinas e a realidade das mulheres brasileiras que são hoje criminalizadas ou acabam morrendo em decorrência de abortos clandestinos. No Brasil, 4 mulheres morrem por dia devido a complicações no processo de interrupção de gravidez.

Essa realidade do Estado do Rio de Janeiro tem custado a vida de muitas mulheres. Somente na cidade do Rio de Janeiro foram 31.756 abortos clandestinos, que resultaram em 7.939 internações por complicações no ano de 2013. É aqui também o Estado onde mais mulheres respondem processo judiciais por terem decidido não levar a frente uma gestação.

Saiba mais aqui: Legalizar o aborto contra a absurda criminalização das 42 mulheres no RJ ameaçadas com a prisão

Esta plenária mostrou a força e disposição das mulheres da UERJ para estar nas ruas na próxima quarta-feira e construírem uma forte campanha na universidade pelo direito ao aborto legal, seguro e gratuito, garantido pelo SUS para não morrer, pelo direito a educação sexual para que possamos decidir e contraceptivos para prevenir. A plenária deliberou a construção do ato do dia 08, nas redes e em cada curso, uma oficina de cartazes no dia 07 para preparar o ato e um bloco das mulheres da UERJ no dia 08. Após a plenária foi confeccionada uma faixa que está pendurada na universidade e gravado um vídeo de chamado para o ato que ocorrerá na ALERJ as 16 horas.

Veja o vídeo aqui:

Chamamos as entidades da universidade, aos CA’s e o DCE a construírem este importante dia na universidade, chamamos a todas as mulheres a tomarem em suas mão essa luta e construírem conosco esta campanha.




Tópicos relacionados

Legalização do Aborto   /    Aborto   /    #UERJResiste   /    UERJ   /    Direito ao aborto   /    Gênero e sexualidade

Comentários

Comentar