Piada com acidente de trabalho vira fonte de lucro do MBL

sexta-feira 14 de julho| Edição do dia

Tal atitude do MBL de ironizar deficiências físicas para lucrar não nos coloca a defender Lula. Poderia ser Lula ou qualquer outro, de qualquer forma isso mostra o caráter excludente dessa organização, que defende as reformas que precarizarão as condições de vida e de trabalho no Brasil.

Ao brincar com uma deficiência, os ratos do MBL novamente estão se colocando ao lado do opressor, reproduzindo o ódio as camadas mais precarizadas que tiveram grandes transtornos nas suas vidas por conta de acidentes de trabalho, ainda mais após a reforma trabalhista, que dificultará as possibilidades de indenização após acidentes de trabalho.

Não é novidade que o conservador MBL é um grupo que ofende minorias, foi isso que se preocupou em defender desde que surgiu, defendendo o opressor e adotando uma postura de defesa do "livre mercado", que na verdade não passa de um discurso mentiroso, que ignora a opressão, a cultura do estupro, as desigualdades sociais, a concentração dos meios de produção e defende cegamente o status quo capitalista.




Tópicos relacionados

MBL   /    Operação Lava Jato   /    Lula   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar