Juventude

27 MIL NA MIRA DE PEZÃO

Pezão corta RioCard de 27 mil estudantes usuários de ônibus intermunicipal, metro e barcas

quinta-feira 4 de maio| Edição do dia

Governo de Pezão corta RioCard de 27 mil estudantes usuários de ônibus intermunicipais, metro e barcas. A medida afetará estudantes do ensino fundamental e médio da rede municipal e federal, e será tomada à partir de segunda. Sem nenhum aviso prévio, é mais um dos ataques de Pezão à juventude e aos trabalhadores, privando os mais pobres de ter acesso ao estudo já que estes estudantes tem que se locomover por dois, às vezes três meios de transporte diferentes para chegar às suas escolas.

A medida foi comunicada à Fetranspor por ofício assinado pelo secretário estadual dos transportes, Rodrigo Vieira, o mesmo responsável por defender os contratos de licitação do Metro da Linha 4, investigados hoje por desvio bilionário envolvendo o Governo Cabral.

Enquanto isto, nada se fala sobre os 38 milhões de isenções de imposto concedido à SuperVia, assim como os benefícios concedidos à empresários dos transportes pela prefeitura do Rio (tanto com Paes do PMDB quanto com Crivella), como por exemplo a máfia dos Barata na Fetranspor que tem total liberdade concedida pela prefeitura para aumentar o quanto quiser o preço das tarifas.

Devemos barrar mais este ataque de Pezão junto com Temer que quer fazer com que a juventude e os trabalhadores paguem pela crise do estado, gerada pela corrupção, isenções fiscais e o pagamento da dívida pública. Não podemos seguir aceitando que as universidades e hospitais do estado fechem, assim como benefícios aos mais pobres que já foram cortados, ou a privatização da CEDAE para atender interesses dos empresários que seguem lucrando recorde com a crise.

Podemos e devemos nos apoiar na entrada em cena da classe trabalhadora no 28A, para a juventude, ao lado dos trabalhadores, nos organizemos para uma greve geral que os ataques de Pezão, as reformas de Temer e faça com que os capitalistas paguem pela crise; para isso defendemos a estatização dos transportes sob controle dos trabalhadores e usuários, só assim teremos direito de fato ao transporte de qualidade com salário justo para os trabalhadores e sem dupla função!




Tópicos relacionados

Transporte   /    Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar