Mundo Operário

GREVE DOS PETROLEIROS

Petroleiros saúdam solidariedade dos estudantes da Letras e CAELL-USP

Petroleiros em luta enviaram uma saudação aos estudantes do curso de letras na USP, que no dia de ontem imediatamente após saberem do ataque do judiciário encaminharam seu apoio a eles.

terça-feira 18 de fevereiro| Edição do dia

Antes da realização de uma mesa na calourada do curso de Letras na USP, os calouros receberam um vídeo em resposta dos petroleiros em luta agradecendo a homenagem e a mensagem de apoio que os estudantes haviam protagonizado na noite anterior, quando ao serem informados do ataque do judiciário ao direito de greve, cantaram em apoio: "Ô petroleiro pode lutar, porque os estudantes tão aqui pra te apoiar".

Assista a saudação dos petroleiros nos 3 primeiros minutos do vídeo abaixo:

A mídia finalmente se pôs a cobrir a greve, a partir da declaração pelo judiciário reacionário da ilegalidade da greve. Entretanto, diferente do que a mídia a afirma a greve dos petroleiros não se trata de uma greve corporativista e conta sim com o apoio da população, como mostrado por esses estudantes da USP e muitos outros exemplos.

Os petroleiros estão há 18 dias em greve se enfrentando com as demissões na Fafen, com a privatização da Petrobras, com a entrega do pré-sal; mas são todas batalhas que afligem o conjunto da população, o desemprego, o avanço da privatização, junto da precarização dos serviços públicos, e a perda da soberania nacional. Os estudantes universitários são também alvos desse projeto em suas universidades, e por isso apoiam essa luta.

A vitória da greve dos petroleiros é fundamental para avançar a luta do conjunto da classe trabalhadora contra esse consenso neoliberal do governo Bolsonaro, do Congresso, do Judiciário e da mídia que se voltam contra os trabalhadores.

Veja mais: Petroleiros reafirmam sua greve em todo o país, enfrentando o autoritarismo de Ives Gandra do TST




Tópicos relacionados

Greve dos Petroleiros   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar