Sociedade

RIO DE JANEIRO

Perseguição policial termina em tragédia em Bangu, ZO do Rio

Na noite desse domingo policiais iniciaram a perseguição no bairro de Realengo. Depois de troca de tiros, o carro colidiu no veículo em que uma família estava, em Bangu.

segunda-feira 8 de agosto| Edição do dia

A colisão ocorreu na Estrada Porto Nacional por volta das 22h. Com um carro roubado, o assaltante atingiu a traseira do veículo onde estavam uma mulher com seus três filhos. Ela voltava de uma festa e aguardava seu amigo, que estacionou para deixar a mãe dela em casa. Ao ouvir barulhos de tiros, deitou a cabeça de sua filha de dois anos e sete meses no seu colo. Logo em seguida ocorreu o impacto. O carro rodou por cerca de 50 metros na pista.

A mãe e os outros dois filhos, um menino de 11 anos e um bebê de dois meses, não se feriram. A menina sofreu traumatismo craniano, foi socorrida ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos. Como se não fosse o bastante, a PM baleou o assaltante no abdômen após a batida, que está internado no Hospital Estadual Albert Schweitzer. Segundo a polícia, ele é morador do bairro Jardim Bangu.

No país das Olimpíadas, a miséria capitalista cresce e as tragédias se multiplicam, potencializadas pela ação da polícia, corrupta e racista.




Tópicos relacionados

Rio de Janeiro   /    Sociedade   /    Violência Policial   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar