Pelo futuro da juventude exigimos uma greve geral contra os ataques e a continuidade do golpe

Por que a juventude deve estar ao lado dos trabalhadores nesse dia 19 contra as reformas e a continuidade do golpe?

Sagui

jovem trabalhadora

Nicoli Barbosa

jovem trabalhadora

domingo 18 de fevereiro| Edição do dia

A juventude vem mostrando suas forças nos últimos anos com Junho de 2013, as ocupações nas escolas em 2015 contra a reorganização no estado de São Paulo, também esta que ocupou instituições em vários estados por suas pautas locais em 2016, esta é umas das partes da população que será diretamente atingida pela reforma da previdência que o golpista Temer quer nos impor a qualquer custo.

Com essa crise capitalista muitos jovens precisaram deixar os estudos para trabalhar ou fazer os dois simultaneamente, porém, somos a maior parte da população desempregada e os números crescem gradativamente, o mercado cada vez mais fechado para os jovens, sendo que muitos de nós não tivemos nem a oportunidade de entrar. É na precarização da educação com a reforma do ensino médio, lei da terceirização, reforma trabalhista e todos outros ataques do governo que estão querendo descarregar a crise nas nossas costas, e ainda querem aprovar a reforma da previdência nos fazendo trabalhar até morrer.

Michel Temer assinou anteontem, 16, o decreto de intervenção federal no Rio de Janeiro com um discurso fascista alegando que o estado precisa de medidas duras (como se já não fosse o suficiente), na verdade fica explícito que quem mata o presente e sequestra o futuro são eles. Em seu primeiro pronunciamento ele diz que suspenderá a intervenção para a votação, mas á noite, na presença da mídia ele se cala diante ao assunto.

Mais uma forma de camuflar a reforma da previdência além de suas propagandas mentirosas na televisão. No carnaval, a juventude pulou junto com a escola de samba Tuiuti (vice-campeã 2018) depois de dar um show no desfile trazendo críticas à política com manifestoche, fantasia do Temer ‘’vampiro neoliberalista’’, ‘’guerreiro CLT’’, etc., fazendo referência a insatisfação popular com o governo golpista, ao golpe institucional e a luta do povo negro contra a escravidão. Mesmo com tentativas da mídia de censurar a escola, a Tuiuti foi eleita como ‘’campeã do povo’’.

Cada vez mais fica explícito o golpe e sua continuidade escancarada, seja por mais ataques, mas também por um governo cada vez mais duro. O judiciário, não como um fator menor, que fez parte do golpe e apoia os ataques, também vem ganhando ainda mais forças nesse cenário político, usando suas leis e poderes para defender a burguesia e ganhar mais auxílios. A batalha da juventude também está em combater essa casta privilegiada, que avança contra direitos democráticos e elementares.

Daí a necessidade de uma greve geral. É importante ressaltar a importância que a juventude possui para barrar todos os ataques se aliando aos trabalhadores, pois além de fortalecer a luta, em grande parte, seremos dessa classe futuramente. Queremos assegurar todos os nossos direitos de uma juventude com acesso a educação, a saúde e direito á aposentadoria.

Temos que ir pras ruas e expor nossa força, exigir das centrais sindicais um plano de luta e superar a conciliação de classes do PT pela esquerda, defender nosso direito a aposentadoria e o direito elementar de voto. Lutar contra a intervenção federal no Rio de Janeiro, gritar para o Brasil que vidas negras importam. Por isso exigimos uma Greve Geral das centrais sindicais, para barrar a Reforma da Previdência, lutar contra a intervenção no Rio e pelo direito do povo decidir em quem votar, vamos com tudo nessa primeira paralisação dia 19 e mostrar que nossas vidas vale mais que o lucro deles.




Tópicos relacionados

Intervenção Federal   /    Greve Geral   /    Reforma da Previdência   /    Poder Judiciário

Comentários

Comentar