CENSURA

Peça do grupo Clowns de Shakespeare é censurada pela Caixa

quarta-feira 11 de setembro| Edição do dia

No último fim de semana foi cancelada uma peça Abrazo do grupo de teatro potiguar Clowns de Shakespeare, inspirada no texto “Livro dos Abraços”, do escritor uruguaio Eduardo Galeano.

Após apresentarem a primeira sessão do espetáculo em Recife, os artistas foram informados de que a Caixa Cultural, quem financiava a realização do espetáculo cancelou as apresentações que estavam agendadas para este e o próximo fim de semana.

Uma clara censura por parte da Caixa, que se da crescente censura a exposições e apresentações, como a recente censura LGBTfóbica por parte da prefeitura de Crivella no Rio de Janeiro, a uma HQ que continha uma imagem de beijo entre dois homens.

O Esquerda Diário se solidariza com o grupo Clowns de Shakespeare e repudia todo tipo de censura, reflexo do fortalecimento de medidas autoritárias em meio ao governo Bolsonaro. Publicamos abaixo a nota oficial do grupo Clowns de Shakespeare.

NOTA OFICIAL

"No último sábado, dia 7 de setembro de 2019, após haver realizado a primeira apresentação do espetáculo Abrazo na Caixa Cultural Recife, fomos surpreendidos com o cancelamento da segunda sessão do dia, assim como das demais apresentações que seriam realizadas no dia seguinte.

Nesta segunda-feira recebemos um comunicado oficial da Caixa Econômica Federal informando a recisão do contrato relativo ao restante desta temporada, que se estenderia até o próximo domingo, 15 de setembro, sob a genérica alegação de descumprimento contratual.

Nenhum esclarecimento adicional nos foi dado, o que nos moveu a solicitar da Caixa o parecer jurídico e a decisão administrativa relativos a essa rescisão, com detalhamento para que possamos analisar e nos posicionar apropriadamente sobre o caso.

Até o momento estamos perplexos diante dessa atitude, uma vez que não reconhecemos qualquer indício de infração que pudesse ter sido eventualmente cometida, pois cumprimos com tudo que estava contratualmente previsto.

O contrato de patrocínio celebrado com a Caixa decorreu de edital no qual se habilitou e foi selecionado o Grupo Clowns de Shakespeare, dentro das normas legais de seleção de projetos.

Esperamos que essa justificativa, genérica e lacônica, seja esclarecida pela Caixa, de forma a possibilitar ao grupo defender-se de tal alegação.

Agradecemos o apoio maciço que estamos recebendo de diversos setores da sociedade, e voltaremos a nos pronunciar tão logo a nossa solicitação de esclarecimentos seja atendida pela Caixa."




Tópicos relacionados

Natal   /    Censura   /    Teatro

Comentários

Comentar