Política

Passagem custará R$4,70 em Campinas

quinta-feira 28 de dezembro de 2017| Edição do dia

O prefeito de Campinas divulgará no final de semana, véspera da passagem de ano, o decreto reajustando o valor da passagem de ônibus. A TRANSURC (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Campinas) declarou que o custo médio por passageiro está em R$ 5,56, como não há nenhuma transparência nesse cálculo, não temos acesso a quanto se destina, por exemplo, ao salário dos motoristas e quanto se destina ao lucro das empresas.

O sinal dado pela Secretaria de Transportes será de que as empresas terão esse custo reposto, parte pelo aumento da passagem, parte por subsídio dado pela prefeitura. O cinismo da prefeitura está escancarado em manter as empresas que precarizam tanto o serviço de transporte para a população quanto o trabalho de motoristas e mecânicos dos ônibus. Mais de 100 milhões de reais foram repassados nesse ano em subsídios para a VB.

De acordo com reportagem do Correio Popular, a passagem passará a custar 4,70 reais e 4,30 para quem usar o bilhete único. Serão reajustados também os valores do bilhete único escola e do bilhete único universitário, para R$1,72 e R$2,15, respectivamente. Para quem necessita utilizar 3 ônibus pela distância do trabalho, terá um acréscimo de ainda mais 0,40 centavos na passagem.

A máfia do transporte segue controlando essa cidade. Em 2017, foram dezenas de pessoas que morreram arrastadas nas portas dos ônibus pela falta de cobradores, atropeladas diante das extenuantes jornadas dos motoristas e esmagadas em pontos de onibus de concreto que caem sobre os passageiros. Não podemos mais ser tratados como frias estatísticas. É preciso um sistema de transporte realmente público, estatizado e sob controle e operação de motoristas, cobradores, trabalhadores do transporte e usuários para garantir a qualidade, uma tarifa justa aos trabalhadores e passe livre para os estudantes e desempregados. Chega, não podemos aceitar mais um aumento!

Nota atualizada as 13:51




Tópicos relacionados

Aumento da Passagem   /    Campinas   /    Política

Comentários

Comentar