Internacional

INTERNACIONAL

Parlamento do Irã classifica Pentágono como terrorista

terça-feira 7 de janeiro| Edição do dia

O parlamento do Irã aprovou nesta terça-feira (7) uma medida urgente que declara que o comando militar dos Estados Unidos, conhecido como Pentágono, e os que agem por ordens dele são terroristas e sujeitos a sanções iranianas.

Os demagogos políticos estadunidenses que adoram utilizar o discurso de combate ao terrorismo contra seus inimigos agora tem o discurso invertido contra eles. E como classificar a ordem de execução sumária dada por Trump, que através de seus drones no Iraque assassinou um general do alto comando de outro país extrajudicialmente, se não como terrorismo?

O terrorismo estatal praticado pelos EUA no Oriente Médio, ou simplesmente imperialismo, pode ter revertido contra eles ao assassinar um "herói do povo", como era considerado Soleimani. A enorme comoção testemunhada no velório do general, com multidões nas ruas, mostra o anti-imperialismo que tomou conta da população. Os gritos de “morte à América” e “sem comprometimento, sem rendição, vingança, vingança” ecoam pelo país. O próprio aiatolá Khamenei prometeu uma "severa vingança" contra o governo norte-americano.

Veja mais: “A pergunta não é se o Irã responderá, mas quando e em quais proporções”

Na própria população norte-americana se constata o rechaço a agressão imperialista. Em mais de 80 cidades pessoas foram às ruas em protesto contra a atitude beligerante de Trump.

Defendemos o direito do povo iraniano de se defender da opressão imperialista, sem prestar apoio à teocrática ditadura iraniana que sufoca os protestos dos trabalhadores tanto no Iraque como no Irã. Cabe aos trabalhadores o direito de decapitarem seus carrascos.

Veja mais: Abaixo a agressão do imperialismo ianque contra o Irã!

A agressão de Trump contra o Irã é também uma advertência à China e à Rússia




Tópicos relacionados

Irã   /    Irã   /    Internacional

Comentários

Comentar