Mundo Operário

14J

Parlamentares e personalidades exigem liberdade imediata de presos da USP

A polícia reprimiu violentamente manifestação de estudantes e trabalhadores da USP contra a reforma da previdência e os cortes na educação, como dizia sua principal faixa. Diversos trabalhadores e estudantes foram detidos. Parlamentares e personalidades exigem sua liberdade imediata.

sexta-feira 14 de junho| Edição do dia

A polícia reprimiu violentamente manifestação de estudantes e trabalhadores da USP contra a reforma da previdência e os cortes na educação, como dizia sua principal faixa. Diversos trabalhadores e estudantes foram detidos. Exigimos a imediata liberdade dos detidos. Publicamos a seguir posicionamento de personalidades de esquerda, entidades estudantis e sindicais exigindo a imediata liberdade dos detidos.

O ex-senador e atual vereador do PT, Eduardo Suplicy afirmou em seu facebook:

Guilherme Boulos, ex-candidato a presidente pelo PSOL declarou:

O deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) postou:

A deputada federal pelo PSOL SP, Sâmia Bonfim, está acompanhando:

A deputada federal pelo PSOL RJ, Talíria Petrone, também se pronunciou:

A deputada federal pelo PSOL MG, Áurea Carolina, publicou:

A deputada estadual Monica Seixas, da Bancada Ativista (PSOL) foi às redes sociais exigindo a liberdade dos detidos:

A deputada federal Fernanda Melchionna (PSOL-RS) disse que:

A deputada estadual Isa Penna (PSOL-SP) postou o seguinte vídeo:

Entidades estudantis, sindicatos e organizações também se posicionam

Entidades estudantis também tem se posicionado. O DCE Live da USP declarou:

O Diretório Central da Unicamp se posicionou:

O Centro Acadêmico de Ciências Humanas e Filosofia da UNICAMP afirmou:

O Centro Acadêmico Emilio Ribas da Saúde da USP também se posicionou:

Em outros estados a exigência de liberdade aos detidos também se fez ouvir. A associação do pós-graduando da UFRJ foi à público exigindo a liberdade de todos detidos em São Paulo, Porto Alegre e no Espírito Santo:

O Centro Acadêmico de Artes Cênicas da UFRGS, no Rio Grande do Sul também se posicionou:

O Centro Acadêmico do curso de Pedagogia da USP também se pronunciou:

A juventude do MES/PSOL postou nas redes:




Tópicos relacionados

14J Contra a reforma da previdência   /    PT   /    PSOL   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar