INTERNACIONAL

Parlamentares do PTS-Frente de Esquerda viajaram para a Bolívia para acompanhar a mobilização contra o golpe

Os deputados Alejandro Vilca e Natalia Morales, juntamente com vereadores de San Salvador de Jujuy, participaram de uma mobilização contra o golpe convocado pelos moradores de Villazón. Os moradores denunciam a perseguição e exigem a renúncia da autoproclamada presidente Jeanine Añez.

terça-feira 19 de novembro| Edição do dia

É a segunda mobilização realizada pelos moradores de Villazón, uma cidade fronteiriça com a cidade de La Quiaca-Argentina, repudiando o autoproclamado governo de Jeanine Añez, depois do golpe de estado policial, civil e militar com acompanhamento religioso feito há 8 dias.

"Añez assassina, fora da Bolívia", foi uma das principais consignas que se ouvia pelas ruas de Villazón. Ao mesmo tempo, eles reiteraram que "a pollera respeita caralho" em alusão às mulheres de pollera que os golpistas pretendem voltar a negar os seus direitos e denunciaram os assassinatos de camponeses, plantadores de coca e manifestantes pelas forças armadas.

Os deputados Alejandro Vilca e Natalia Morales, os vereadores Andrea Gutiérrez e Guillermo Aleman, participaram apoiando a convocação contra o golpe de Estado, que significará o fortalecimento da direita em toda a região.

Vilca disse que “durante a marcha em Villazón, uma grande mobilização em El Alto também repudiava o golpe, assim como em diferentes cidades da Bolívia. Isso mostra que existem forças para derrotar o golpe, por isso a saída está nas ruas. Também fomos repudiar a repressão e os assassinatos e redobrar nossa campanha internacionalista em solidariedade com o povo boliviano e contra os golpistas. ”




Tópicos relacionados

Golpe de Estado Bolívia   /    Bolívia   /    PTS   /    Argentina

Comentários

Comentar