Mundo Operário

PROFESSORES SÃO PAULO

Parciais da eleição da APEOESP mostra fortalecimento da Oposição e desgaste do PT e PCdoB

sábado 27 de maio| Edição do dia

As eleições sindicais da APEOESP, que reúne os professores estaduais de SP, já começaram a ser apuradas. Os resultados parciais nessa noite de sexta-feira mostram algo que é uma novidade: um fortalecimento muito importante da Chapa 3, da Oposição Unificada, contra a burocracia do PT e PCdoB encastelada há décadas como ala majoritária da direção desse importante sindicato. Até o momento a apuração parcial indica que há 39,5% de votos válidos para a Oposição Unificada e 49% para a Chapa 1. Ademais, várias a Oposição Unificada levou várias subsedes importantes como a de Bauru, Indaiatuba, e em Campinas a diferença de votos foi mínima.

“Trata-se de um elemento sintomático, que indica que há um grande desgaste da burocracia sindical do PT e do PCdoB. E isso não é à toa. Nessa situação política de vida ou morte que o país atravessa, a burocracia de Bebel e companhia impediu que os professores se juntassem à massiva manifestação de trabalhadores em Brasília. Isso só aumenta a percepção de que com essa direção entreguista não é possível seguir.”, disse Marcella Campos, do Professores pela Base e MRT. Luciana Vizzotto, também do Professores pela Base e do MRT, eleita nesta sexta-feira conselheira estadual pela subsede Sudoeste, afirma que: “Está na hora de retomar o sindicato das mãos da burocracia do PT e do PCdoB, e colocar os professores estaduais de SP na ofensiva novamente, fazendo com que sejam linha de frente de uma greve geral para lutar pela Educação, contra as reformas e pela queda do golpista Temer”.

Siga a cobertura das eleições da APEOESP pelo Esquerda Diário.




Tópicos relacionados

Eleições Apeoesp 2017   /    Apeoesp   /    Professores São Paulo   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar