Política

CORRUPTOS

Parceiros de Aécio e Cabral e sócio de Huck são presos em nova fase da Lava Jato

quinta-feira 23 de novembro| Edição do dia

O ex Chefe da Casa Civil do Governo Cabral, Régis Fichtner, virou alvo de prisão esta manhã em nova operação da Lava Jato no Rio. O outro preso foi George Saldala, que aparece em uma das fotos com o ex governador em um restaurante em Paris, no episódio que ficou conhecido no caso da Farra dos Guardanapos, quando o ex governador tirou fotos com guardanapos na cabeça junto aos que hoje são acusados de operar seus esquemas.

Sadala era o empresário que explorava o Poupa Tempo do Rio, assim como era responsável por oferecer os empréstimos consignados aos servidores representando um banco. Além destes, Cavendish foi conduzido para prestar depoimento.

Junto com Fichtner e Saldala, foi levado Alexandre Accioly, empresário dono da rede de academias Bodytech, que também é sócio de Luciano Huck. Accioly é citado por ex diretor da área de energia da Odebrecht como intermediário de vantagens idenvidas para Aécio. Veja como parece íntimo de muitos futuros presidenciáveis e candidatos a cargos executivos como revela a foto abaixo:

Leia mais: Luciano Huck, do incentivo ao turismo sexual à entusiasta do golpe da direita




Tópicos relacionados

Aécio Neves   /    Operação Lava Jato   /    Política

Comentários

Comentar