Juventude

POESIA

Para o povo latino-americano

terça-feira 23 de agosto| Edição do dia

Quem é teu pai, América Latina?
Espanha? Portugal?
Quem foi o Cronos que te devorou?
E quem será o Zeus que te libertará?
Trazer de volta todo teu ouro, tua prata, tuas vegetações, tuas árvores
Teu petróleo, teu povo que morreu
Todo sangue que escorreu entre as ruas e as lavouras
Do México à Argentina
Tudo isso é um adubo
Para revolução que engatinha

Mas tu é criadora ou criatura?
O luxo europeu existiria sem Potosi?
Os mais doces brioches existiriam sem o açúcar produzidos pelos escravos afro-brasileiros?
Os tecidos seriam tão coloridos sem a existência do pau Brasil?
Carros, roupas, serviços seriam possíveis sem a mão-de-obra mexicana?

Falo ao povo latino-americano
Está na hora da insurreição!
Que cada homem e mulher se arme
E derrube esse sistema de exploração.
Se fomos criados ou não, não importa
Vamos todos unidos derrotar esse monstro que nos assombra!




Tópicos relacionados

Revolução   /    Porto Alegre   /    América Latina   /    Juventude

Comentários

Comentar