Juventude

RIO DE JANEIRO

Para agradar máfia do transporte, Crivella restringe ainda mais o RioCard Universitário

segunda-feira 3 de fevereiro| Edição do dia

Foto: Jorge William / Agência Globo

Em resolução da Prefeitura do Rio de Janeiro do dia 28 de novembro de 2019, porém divulgada no dia 02 de fevereiro de 2020 as novas normas no site da RioCard, mais um ataque enorme a milhares de jovens e de trabalhadores é dado. A resolução estabelece normas complementares para regulamentação do passe livre universitário.

A resolução assinada pela Secretaria municipal de transportes, Nº 3204, estabelece mudanças para alunos hipossuficientes, para alunos de faculdade privada, ambos passarão a ter acesso ao bilhete somente se tiverem estudado todo o ensino médio em escolas públicas ou com bolsa integral em todo ele em escolas particulares ou misturando os dois processo; e para alunos do FIES( Fundo de Financiamento Estudantil) que não terão mais o direito ao bilhete.

Acesse aqui a resolução

A resolução nada mais é do que mais um enorme empecilho da direita, que busca incessantemente favorecer os empresários de ônibus, para que a população, principalmente a população pobre não acesse e não permaneça nas universidades.

A luta pelo passe livre universitário já conquistou vários marcos importantes e que inclusive reflete no modelo de passe livre, ainda que limitado, que atualmente é uma das coisas que garante aos estudantes estarem acessando as universidades. Por isso viemos por meio do ED denunciando qualquer tentativa de apagar batalhas importantes do movimento estudantil e que signifique restringir o direito ao transporte universitário. Sendo assim, ataques como esse não estão separados com os planos de Bolsonaro, Witzel e Crivella, aos quais muito lhes interessa prejudicar, ao limitar os estudantes que estarão nas universidades enquanto favorecem o enriquecimento do bolso dos empresários e dos grandes monopólios de transportes.

Com isso segue atacando setores e trabalhadores fundamentais para a população como a saúde pública, a educação etc. O que também faz o governo Bolsonaro, o governador do Estado Wilson Witzel, este que com sua política de “atirar na cabecinha e pá”, tem colocado o funcionamento das escolas em risco e com isso desestruturando a dinâmica e vida escolar dos estudantes da rede pública de ensino, que em sua maioria são a população negra.

Diante desse ataque e toda indignação pulsante, é ainda mais necessário, que as entidades estudantis (DCE’’s, CA’S, UNE, UBES etc) estejam a disposição de organizar os estudantes para responder a este ataque e que inclusive significa, apresentar um plano real para que o movimento estudantil, junto com o restante da classe trabalhadora, venha a derrotar a direita de conjunto, para que estudantes ou não estudantes estejam juntos na defesa de uma universidade que seja realmente para todos, sem nenhuma ilusão de que serão na mão dos empresários e de parlamentares esse acontecimento.

A UNE (União Nacional do Estudantes), dirigida pelo PCdoB e PT chamam ato em defesa do Enem mas nem sequer o constrói. Não pode ser que diante de tais ataques tais direções, também presentes em muitas universidades (como é o DCE da UERJ) continuem a entregar a vida e os sonhos de muitos estudantes aos interesses dos capitalistas. É preciso que concretizem as falas “de luta” e não sigam iludindo os estudantes de que estão disposição de organizar a luta para barrar os ataques.

Assim como faz o DCE da UERJ (dirigido pela juventude do PCdoB, PT, Levante Popular da Juventude) que tem seu tempo de gestão esgotado a mais de cinco meses e que possui o nome da gestão “A UERJ vale a luta” mas segue sem a construir e ainda ultrapassando o tempo democraticamente em que foi votado para representar o conjuntos do estudantes. E nem sequer se coloca a explicar tal situação aos estudantes.

Com isso, chamamos a todos e todas a estarem no ato do dia 5 de fevereiro às 16:30 na frente da sede da prefeitura do RJ em defesa do passe livre e contra qualquer restrição a esse direito. Link do evento: https://www.facebook.com/events/193546635378531/




Tópicos relacionados

Marcelo Crivella   /    Transporte   /    Rio de Janeiro   /    Juventude

Comentários

Comentar