Política

REPRESSÃO

Para a repressão não falta dinheiro: MP destina R$ 100 milhões para atuação das Forças Armadas em presídios e Estados

terça-feira 21 de fevereiro de 2017| Edição do dia

O presidente Michel Temer editou a Medida Provisória 769 para abrir crédito extraordinário de R$ 100 milhões em favor do Ministério da Defesa. O recurso será destinado ao apoio logístico para emprego das Forças Armadas no Sistema Penitenciário Brasileiro e no reforço da Segurança Pública nos Estados.

O crédito extra para a pasta da Defesa resulta de cancelamento de recurso de mesmo valor da programação orçamentária da reserva de contingência financeira e fiscal. A Medida Provisória 769 está publicada na edição desta terça-feira, dia 21, do Diário Oficial da União (DOU).

Além da crise penitenciária que pegou o governo de surpresa no começo do ano, escancarando o caráter racista e autoritário do Estado, com presídios que são verdadeira campos de assassinato da população. A crise nos Estados vem demandando aos governos maior força repressiva, o Rio de Janeiro soou um alerta aos planos privatistas e de ataque do governo Temer e dos Estados, com a resistência dos trabalhadores com a greve da CEDAE, o governador Pesão vem usando de muita repressão para tentar impedir o desenvolvimento da luta.

As forças armadas vem sendo usada no Estado para garantir que a polícia esteja "liberada" para reprimir as manifestações contra o pacote de privatização da CEDAE e dos ajustes. Esse método usado no Rio de Janeiro é um exemplo do que pode ser usado em outros Estados em crise, como Rio Grande do Sul.

No que se trata de garantir o aparato repressivo ativo para tentar impedir o desenvolvimento das lutas contra os pacotes de ajustes, o governo não poupa despesas. Já para saúde e educação o que vemos são cortes atras de cortes.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Forças Armadas   /    Política

Comentários

Comentar