GREVE GERAL

Pão e Rosas e movimento Nossa Classe fazem panfletagens em terminal de Osasco

Pela manhã, Pablito Santos, Elenice Rocha e Vilma Maria do movimento Nossa Classe e do grupo de mulheres Pão e Rosas panfletaram no terminal Vila Yara e arredores.

segunda-feira 26 de junho| Edição do dia

Os trabalhadores e moradores da região receberam com simpatia a campanha "Tomar a Greve Geral nas Nossas Mãos" impulsionada pelo MRT (Movimento Revolucionário de Trabalhadores) e Esquerda Diário.

Diversos trabalhadores deixaram depoimentos colocando como as reformas são ataques às suas condições de vida e de trabalho.

Para Pablito Santos, diretor do Sintusp (Sindicato dos Trabalhadores da USP): As pessoas tem receptividade pois sabem o significado das reformas da previdência e trabalhista nas suas vidas. Não querem trabalhar até morrer e ter a vida precarizada. Por isso, frente ao corpo mole das centrais sindicais, é preciso uma campanha militante pra tomar a greve geral nas nossas mãos. É possível derrotar Temer, é possível derrotar as reformas. Por isso estamos propondo a eleição de uma Constituinte Livre e Soberana, pra mudar as regras do jogo e fazer com que os capitalistas paguem pela crise.




Tópicos relacionados

Nossas vidas valem mais que o lucro deles   /    #30J   /    Greve geral

Comentários

Comentar