Juventude

PUC-SP

PUC fará ato contra Bolsonaro um dia após eleição

O ato de repúdio à vitória de Bolsonaro, acontecerá imediatamente após o 2º turno nesta segunda-feira (29), às 18:00, na Prainha.

segunda-feira 29 de outubro| Edição do dia

Assim que foi noticiada a vitória de Bolsonaro nas eleições mais manipuladas da história recente do Brasil, as/os estudantes da PUC-SP à frente do comitê contra o fascismo convocaram um ato de repúdio, que acontecerá nesta segunda-feira (29), imediatamente após o 2º turno, às 18:00, na Prainha.

Essa será a primeira ação do comitê, proposto por militantes do MRT junto a outros estudantes e aprovado na última assembleia geral dos estudantes, que ocorreu no dia 17. O comitê da PUC-SP ainda não fez nenhuma reunião expressiva. A próxima assembleia estudantil também está prevista para quinta (01/11). Esta assembleia organizaria a continuidade da mobilização contra o novo estatuto, mais antidemocrático, que está sendo outorgado pela Igreja e pela Fundasp, mobilização que terá de enfrentar uma correlação de forças mais desfavorável após a vitória eleitoral de Bolsonaro.

Os trabalhadores e jovens precisam tomar em nossas próprias mãos a luta contra Bolsonaro se quisermos vencer. Por isso, o MRT e o Esquerda Diário têm exigido a construção de milhares de comitês de base Brasil afora, em cada local de trabalho e de estudo, para derrotarmos Bolsonaro na luta de classes, com atos de rua, paralisações, greves e ocupações. O comitê de base é o organismo que permite a união entre militantes e ativistas de longa data e independentes que recém despertam para a política, e entre os vários partidos e organizações da esquerda, além de preparar as condições para a nossa autodefesa.




Tópicos relacionados

Comitês contra Bolsonaro   /    Extrema-direita   /    PUC-SP   /    Eleições 2018   /    Bolsonaro   /    Juventude

Comentários

Comentar