Política

CONCILIAÇÃO

PT e PCdoB vão apoiar o coronel Renan Filho do MDB para o governo de Alagoas

segunda-feira 30 de julho| Edição do dia

(Renan Calheiros, Lula e Renan Filho, em caravana pelo nordeste em 2017)

Em convenções realizadas neste domingo (29) em Maceió, o PT e o PCdoB alagoanos anunciaram apoio à candidatura de Renan Calheiros Filho, do MDB, para o governo do estado.

Nada muito diferente se poderia esperar já que PT/PCdoB e PMDB governaram o país juntos por 13 anos garantindo o lucro dos capitalistas e o religioso pagamento da dívida pública. Fizeram isso em aliança com setores mais conservadores e de direita do Congresso, desde fundamentalistas que perpetuam abortos clandestinos, aos representantes do latifúndio e assassinos de indígenas, dentre uma longa lista de empresários, corruptos e banqueiros.

O MDB de Temer, que implementou ataques brutais contra os trabalhadores como a reforma trabalhista, a PEC do teto de gastos e que quer aplicar uma reforma trabalhista que vai nos fazer trabalhar até morrer, claramente não tem no petismo um obstáculo para continuar governando, pois não somente esses partidos traem as lutas dos trabalhadores contra os ataques, mas também se aliam a golpistas para governarem em muitos estados e municípios.

Os governos Lula e Dilma foram os que mais pagaram a dívida pública, e assim como todas as candidaturas que se declaram de esquerda, o PT e o PCdoB também não defendem o fim do pagamento dessa dívida ilegal, ilegítima e fraudulenta que é o motivo de todos os ataques dos golpistas. Expressam abertamente concordância com a Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê privatizações e corte de gastos sociais para girar a economia nacional em torno do pagamento dessa dívida.

A pequeníssima diferença entre o programa petista e o projeto golpista explica essas alianças, ambos pretendem seguir submetidos ao mecanismo da dívida e ao ditames do imperialismo.

O que os candidatos presidenciais opinam sobre a fraudulenta dívida pública?

Uma saída para a crise que não seja de mais ataques contra os trabalhadores ser de ruptura com o pagamento da dívida e combate ao imperialismo e seus aliados golpistas.




Tópicos relacionados

Golpe institucional   /    PMDB   /    PT   /    Renan Calheiros   /    Política

Comentários

Comentar