×

ELEIÇÕES NA CÂMARA | PT decide por apoio ao golpista Baleia Rossi para a presidência da Câmara

segunda-feira 4 de janeiro | Edição do dia

A bancada do PT decidiu apoiar a candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Câmara. A adesão à campanha do deputado foi aprovada por 27 votos, contra 23, em reunião virtual de mais de duas horas, realizada na tarde desta segunda-feira, 4.

A eleição que renovará a cúpula do Congresso será no dia 1º de fevereiro e Baleia tem como principal adversário o líder do Progressistas, Arthur Lira (AL). Líder do Centrão, Lira é o candidato de Bolsonaro ao cargo.

No dia 18 de dezembro, o PT já havia assinado um documento em apoio ao bloco dos partidos aliados a Rodrigo Maia (DEM-RJ), do qual Baleia faz parte. Mesmo assim, a bancada continuava dividida em lançar um candidato próprio, dentro do grupo, ou endossar a candidatura de Baleia, que é presidente do MDB e apoiou todas as nefastas reformas contra os trabalhadores e o povo pobre.

Líderes do PT estão reunidos na tarde desta segunda com colegas da oposição, do PSB, PDT, PCdoB e Rede. Os partidos pretendem divulgar o apoio à candidatura de Baleia, conjuntamente.

Juntas, as cinco legendas somam 119 deputados, considerando as bancadas atuais com as últimas mudanças, em razão das eleições municipais.

O PSOL, com 10 parlamentares, deve ficar de fora do anúncio desta segunda já que a Bancada está divida contra o apoio, no entanto,a líder do partido na Câmara defendeu o apoio do partido a candidatura de Baleia Rossi.

Enquanto nos sindicatos em que dirigem o PT mantém uma paralisia impedindo que os trabalhadores possam se organizar para lutar contra cada ataque implementado por Bolsonaro e partidos, como o MDB de Baleia Rossi e o Democratas de Rodrigo Maia, atuam no parlamento buscando trocar cargos e se integrar a um regime cada vez mais degradado, mostrando que esqueceu os impactos do golpe institucional e está disposto até mesmo apoiar seus outrora algozes para se integrar a esse novo regime cada vez mais a direita.

Aos trabalhadores cabe superar a paralisia imposta pelas burocracias em seus sindicatos, buscando organizar a luta da nossa classe contra cada ataque de Bolsonaro, dos golpistas e suas instituições, confiando apenas em nossas próprias forças e não nas trocas de cargos por dentro desse regime.

Com informações da Agência Estado.




Comentários

Deixar Comentário


Destacados del día

Últimas noticias