Política

ELEIÇÕES 2018

PT de MG afirma que membro da FIESP é possível vice de Lula, segundo Estadão

Segundo o jornal Estadão o petista mineiro Reginaldo Lopes afirmou que Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice José Alencar, empresário e dono da Coteminas uma das maiores empresas têxteis do país e vice-presidente da FIESP, é o nome mais forte para ocupar o cargo de vice de Lula para 2018. “O Josué vai ser o vice do Lula em 2018. Estive com os dois recentemente”, afirmou.

sexta-feira 25 de agosto| Edição do dia

O ex-presidente Lula, declarado pré-candidato para 2018, está em busca de um vice para sua chapa. O nome cogitado segundo o ex-presidente do PT mineiro Reginaldo Lopes é o de Josué Gomes da Silva, 53 anos, filho do ex-vice José Alencar, dono da Coteminas e vice-presidente da FIESP.

O empresário mineiro, filiado ao PMDB desde 2013, concorreu em 2014 como senador pelo Estado de Minas Gerais, mas perdeu a disputa. Para que pudesse concorrer como vice do PT, Josué Gomes da Silva teria que modificar de legenda, passando provavelmente para o PR que é base aliada de Michel Temer, mas seus principais líderes possuem boas relações com Lula.

"O Josué vai ser o vice do Lula em 2018. Estive com os dois recentemente”, declarou ao Estadão o deputado federal Reginaldo Lopes, ex-presidente do PT mineiro. “O nome do Josué sempre foi lembrado e admirado por nós para ser alguém que nos ajude na nova política que o Brasil precisa. São pessoas como ele que o PT precisa trazer para perto”, disse o senador Jorge Viana (PT-AC), um dos parlamentares mais próximos do ex-presidente. O empresário Josué até o momento não se pronunciou a respeito dessa possibilidade.

Em entrevista para a revista Época em outubro de 2015 o empresário Josué já havia se declarado favorável à reforma da previdência e ao corte dos gastos "Hoje, todo o mundo discute Previdência. Nós temos de discutir isso também. A Previdência é a maior rubrica nas despesas da União. A Alemanha elevou a idade de aposentadoria para 67 anos para homens e mulheres. O Brasil também terá de elevar. Não podemos também ficar aumentando outras despesas, que são vinculadas ao PIB. Quando o PIB cresce, elas crescem. Quando o PIB cai, elas não caem" afirmou.

Caso se comprove tal conformação de chapa, esta seria uma espécie de "reedição" da estratégia do PT de 2002 com José Alencar (PMDB) como vice, com um nome de peso entre os empresários brasileiros capaz de garantir a nova eleição de Lula. Josué é o terceiro vice-presidente da FIESP, entidade que foi das principais articuladoras das manifestações a favor do golpe a Dilma, além de ser a primeira na linha de frente de defender ataques profundos aos trabalhadores brasileiros, como a reforma trabalhista.

A despeito da retórica que fazem as centrais que o PT dirige como CUT contra o golpe e os ataques aos trabalhadores, bem como das articulações que vem fazendo na composição da frente Vamos!, com Gleisi Hoffmann à frente, a realidade em relação ao PT e seu projeto político se desvela em articulações como essa para a candidatura de Lula 2018: um defensor da reforma da previdência como vice da candidatura do PT. Junto com aqueles que querem jogar nas costas dos trabalhadores a conta da crise econômica, o PT faz a velha política de braços dados com os grandes empresários e de costas para os trabalhadores.




Tópicos relacionados

Eleições 2018   /    Lula   /    Política

Comentários

Comentar