Política

ALA DO PSDB PRÓ DIRETAS SE FORTALECE

PSDB deve sair do governo Temer e pedir eleições antecipadas, diz Ferraço

O senador do PSDB Ricardo Ferraço declarou nesta segunda-feira sua opinião de que seu partido deveria sair do atual governo e debater a antecipação de eleições, concordando com a posição de FHC. Defendeu também o afastamento definitivo de Aécio Neves como parte da reconstrução do partido.

segunda-feira 26 de junho| Edição do dia

O senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) declarou, nesta segunda-feira, 26, que seu partido deveria sair do governo Temer, já que considera que o atual governo “não parece ter condições de continuar liderando ou de ir aprofundando essas mudanças e transformações”, isto é, de aplicar as reformas e demais ataques à população em prol do lucro e da manutenção dos privilégios de uma minoria.

O relator da reforma Trabalhista, Ferraço, deixou claro que concorda com a posição do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e defende a antecipação das eleições, como declarado por FHC na semana passada e nesta segunda-feira em cartas enviadas a jornais de grande circulação.

Para Ferraço, Temer deveria fazer um “gesto de grandeza” e enviar ao Congresso uma proposta para antecipar as eleições presidenciais em até oito meses, avaliando que a possibilidade de eleger um novo governo legitimado pelo voto da população causaria uma pacificação geral positiva no país que garantiria a aplicação e realização das reformas desejadas pelo PSDB.

Além disso, o senador tucano avaliou que a decisão do presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), de arquivar o pedido de cassação contra Aécio Neves foi equivocada e precipitada. Na opinião de Ferraço, o processo do senador afastado Aécio Neves deveria ter sido distribuído a um relator para passar por um processo legal de defesa e não ser arquivado de imediato.

Declara ainda que considera importante que seu partido reconheça publicamente os erros cometidos e afaste definitivamente Aécio Neves da presidência do partido, abrindo espaço para Tasso Jereissati (CE) como presidente do PSDB. Assim, Ferraço acredita que o partido poderá começar uma trajetória de reencontro com seus valores, princípios e propósitos, reconstruindo sua história.

Pode lhe interessar: As "Diretas" podem também funcionar como instrumento para aplicar as reformas




Tópicos relacionados

Diretas Já   /    eleições diretas   /    PSDB   /    Governo Temer   /    Michel Temer   /    FHC   /    Crise no governo   /    Política

Comentários

Comentar