Logo Ideias de Esquerda

Logo La Izquierda Diario

SEMANÁRIO

POEMA: Marcha Vermelha

Daiane Cristina

POEMA: Marcha Vermelha

Daiane Cristina

Hoje a favela não dormiu,
Estava claro quando ouvimos as primeiras rajadas de glock
Teve operação no morro
forjadas a para assassinar mais uma vez o nosso povo.

Uma mulher arrastada até a morte
mais 5 meninos baleados com 111 tiros após um enquadro.
O sangue das vítimas de Jacarezinho
ainda impregnam as solas dos sapatos.

Cadê o Amarildo? ninguém sabe, ninguém viu.
Quem foi que mandou assassinar a Marielle?

Eu vi no beco um homem morto portanto um fuzil
autópsias forjadas, ação tramada.
Cenas friamente calculadas,
A mídia enfatiza,
só mora bandido na quebrada.

Carrego o peso do mundo nas costas
no tamanho de uma bag.
O meus joelhos reclamam da rotina
A luta pela sobrevivência é dolorida.

Na era tik tok
O tempo trabalha em contagem regressiva
para quem mora na periferia
Tic Tac!

Me pediram calma,
disseram que estou só cansada,
pediram para que controlasse a minha raiva.
Mas hoje não!

Assim como CLR James eu repito:

Negro dócil é um mito.
O único lugar onde os negros não se rebelaram
foi no livro dos historiadores
capitalistas.

Avisa lá que á que a insurreição
Será aqui e agora.
Não dá tempo para esperar o resultado das
eleições.
não vamos alcançar progresso
com aquele que faz acordo com o patrão.
Ou coopera com a estrutura
ou nos ajuda na demolição

No streaming da realidade
o entretenimento da elite
Chega estilo round six

são mais de 600 mil corpos empilhados pelo COVID.
Nesta brincadeira financiada pela elite,
Porque eles querem que sejamos nós que paguemos pela crise.

Sádicos.
Gozam ao ver os nossos lutando entre si
na disputa por ossos.
Queimam a fauna e flora,
Ateiam fogo no mar,
Só para complementar a história.

O joelho da polícia comprime os meus brônquios,
não consigo respirar.
Em Minneapolis eu vi a massa se revoltar
Na verdade, foi ali que vi a esperança de mudar

Que bonito ver o branco e o preto unido
esmagando o coração do imperialismo.
Quem é que tem medo do comunismo?

Quem é que se atreve a conter a fúria de um povo?
Se Palmares não existe mais
Faremos aqui Palmares de novo!

Hoje não circula o capital
Mobilizado com poder operário
greve geral

Para cada ataque aos nossos direitos
Lutemos!
Para cada vida ceifada antes dos 30
Lutemos!
Para cada discurso de igualdade
feito com caveirões
Lutemos!

Viemos tomar os meios de produção
Com martelo e foice nas mãos
A meta é acabar com a festa
Viemos pronto para a guerra
Pela paz, pelo pão e pela terra.

Sem acordo com burguês
e com estratégia
para exterminar de uma vez o capitalismo e suas misérias.

Luta de classes.

Assim como CLR James eu repito:

Negro dócil é um mito(...)

veja todos os artigos desta edição
CATEGORÍAS

[20N: #ForaBolsonaroeMouraoRacistas]   /   [Artistas]   /   [Carcará - Semanário de Arte e Cultura]   /   [VIDAS NEGRAS IMPORTAM]   /   [negras e negros]   /   [mulheres negras]   /   [Dia Nacional da Consciência Negra]   /   [Questão Negra]   /   [Arte]   /   [Poesia]   /   [Movimento Negro]   /   [Cultura]

Daiane Cristina

Comentários