VIOLÊNCIA POLICIAL

PMs agridem pessoas em um bar no mesmo complexo onde João Pedro foi assassinado

Em meio à pandemia na favela a população pobre, em maioria negros e negras, está morrendo pela COVID-19 e ainda sofre muito com a absurda violência policial.

sexta-feira 19 de junho| Edição do dia

No complexo do Salgueiro em São Gonçalo,lugar onde o garoto João Pedro de 14 anos foi assassinado pela polícia, policiais do BOPE foram filmados batendo em todos no bar,um policial inclusive dá um soco no rosto de uma mulher que não oferecia qualquer tipo de resistência. Os relatos também afirmam que os policiais tomaram os celulares dos moradores para ver mensagens.

Segundo testemunhas, "Eles já chegaram quebrando tudo. Ali, não tinha bandido nenhum. A festa era a um quilômetro, num lugar deserto, escuro. Eles já chegaram no Salgueiro batendo nas pessoas".

Isso mostra mais um vez a política racista e repressiva da polícia do Governador Wilson Witzel, que faz com que a população da favela além de ter que se preocupar com a doença que a pandemia traz sem ter medidas de prevenção adequadas oferecidas pelo estado, tem que se preocupar com o aparato repressivo. Todos negros e negras devem tomar para si a fúria negra vinda dos EUA e que já se expressou em São Paulo com assassinato brutal do jovem Guilherme para derrubar Bolsonaro e Mourão e pedir uma assembleia constituinte onde o povo decida sobre o seu futuro.




Tópicos relacionados

Estado Policial   /    Rio de Janeiro   /    violência policial   /    [email protected]

Comentários

Comentar