Negr@s

POLÍCIA

PM se recusa a socorrer mãe e filha baleadas em operação no RJ

A criança de 9 anos foi alvejada no pé e a mãe foi atingida na mão por estilhaços. O pai afirma que policiais que estavam em frente a residência se negaram a socorrer as vítimas.

segunda-feira 10 de setembro| Edição do dia

Na manhã desta segunda-feira (10), durante uma operação no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, na Zona Norte do Rio, uma mulher e uma criança pessoas foram atingidas pela troca de tiros, dentro de sua casa.

Em depoimento ao jornal Extra, Roberto Silveira (39), pai da criança, conta como se deu.

"Elas estavam em casa, se preparando para ir ao colégio, colocando o uniforme e estava ocorrendo uma operação no Morro do Juramento. Em uma troca de tiros, a bala entrou pela janela do quarto atingindo a mão da minha esposa, por estilhaços, e o pé da minha filha. A bala ficou alojada no tornozelo", afirma o pai da menina.

A mãe da criança foi atingida por estilhaços na mão. As duas foram levadas para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha, também na Zona Norte. Ainda de acordo com o pai, a menina passou por uma cirurgia e se recupera junto com a esposa em casa.
A Polícia Militar informou em nota que policiais do 41° BPM (Irajá) com apoio do 18° BPM (Jacarepaguá), realizaram uma operação no Morro do Juramento e ocorreu confronto no início da ação. Ainda de acordo com a PM, não houve registro de prisões ou apreensões na operação.

A intervenção federal no Rio de Janeiro já conta com 7 meses e desde decretada só serviu para agravar ainda mais a questão da violência no Rio, como mostram os assassinatos de Marielle e de Marcus Vinicius. Além disso, cenas de abuso e violência policial contra as famílias que moram nos morros se intensificaram e gera repúdio dos moradores.

O Estado segue reprimindo em nome da manutenção de uma ordem social de desigualdade e miséria, o mesmo Estado que possui mil relações com o tráfico e as milícias. É preciso acabar com a política proibicionista e sangrenta de guerra às drogas legalizando-as, única forma de acabar com o tráfico e sua cumplicidade com as forças repressivas para matar a população negra e pobre nos morros através da chamada "guerra às drogas", que preserva os verdadeiros traficantes enriquecendo em suas mansões.




Tópicos relacionados

Intervenção Federal   /    Violência Policial   /    Rio de Janeiro   /    Negr@s

Comentários

Comentar