Sociedade

GUERRA AOS POBRES

PM do Rio aterroriza moradores inocentes com invasão à Providência

sexta-feira 26 de maio| Edição do dia

A Polícia Militar do Rio de Janeiro está desde as 6h da manhã em uma operação no Morro da Providência e outros dois morros, da Conceição e do Pinto, nos arredores da Central do Brasil. A invasão da PM aterroriza os moradores, seja com tiros da PM desde a manhã de hoje segundo relatos de moradores, seja com a presença de forte aparato policial para revistar os moradores e seus pertences.

O morro da providência está ocupado por um enorme aparato militar, coordenado entre o 5º BPM, UPP Providência, Cavalaria e operações Especiais (COE, do BOPE), Batalhão de Choque, Batalhão de Ação com Cães, Grupamento Aeromóvel, Polícia Civil, Guarda Municipal e Secretaria de Ordem Pública, e o comando Geral da PM afirma que a invasão vai durar até 20h de segunda-feira.

A operação é uma verdadeira guerra aos pobres que demonstra a cara racista do estado. A polícia parte do pressuposto que encontrará as mercadorias roubadas no último dia 22 dentro do Morro. Ao mesmo tempo, a Guarda Municipal e a SEOP aproveita para realizar uma perseguição aos vendedores ambulantes, trabalhadores autônomos do mercado informal que sobrevivem por conta própria devido às altíssimas taxas de desemprego no Rio.

Sem nenhuma prova de que a mercadoria estaria lá, a polícia e a guarda municipal incriminam moradores inocentes e invadem suas casas. Esta mesma polícia que é especializada em cobrar propina, que chega ao ponto de ser investigada por dar carona a traficantes dentro do veículo militar projetado para matar pobre e negros conhecido como Caveirão.

Sobre o ocorrido, Desirée Carvalho, estudante do Serviço Social e Coordenadora do CASS declarou nas redes sociais que:




Tópicos relacionados

Sociedade

Comentários

Comentar