Sociedade

AGRESSÃO

PM agride e prende funcionários do terminal metropolitano de Mauá

quinta-feira 6 de outubro| Edição do dia

A paralisação foi ocasionada por um tumulto dentro das dependências do terminal, segundo o depoimento de um funcionário a confusão toda foi causada por um policial militar e seu filho.

O mesmo funcionário relatou que o filho de um policial militar mais um colega estavam agredindo verbalmente os funcionários dentro do ônibus , ao ser chamado a se retirar de dentro do veiculo o rapaz agrediu um fiscal a socos , logo depois de ser retirado pelos funcionários de dentro do terminal o rapaz voltou acompanhado de seu pai , policial fardado , que agrediu fisicamente e ameaçou com arma de fogo trabalhadores do terminal.

A prisão injusta de dois trabalhadores e a ação truculenta da policial militar agindo como aparato de repressão e movida a interesses pessoais despertou a revolta dos funcionários e trabalhadores que aguardavam à volta pra casa : "a gente vem trabalhar pra policia bater na nossa cara, cara de trabalhador . Apontou a arma na cara como se fosse atirar!" relatou o funcionário com quem conversei , mas não quis ser identificado.




Tópicos relacionados

Sociedade   /    Violência Policial

Comentários

Comentar