Política

AUTORITARISMO DE MORO

PF leva blogueiro Eduardo Guimarães em condução coercitiva cerceando liberdade de imprensa

terça-feira 21 de março| Edição do dia

Na manhã desta terça-feira, 21, o blogueiro Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, foi levado, em condução coercitiva à mando de ninguém menos que o Sérgio Moro, pela Polícia Federal (PF) para a Superintendência do órgão, na cidade de São Paulo. Segundo o advogado do blogueiro os motivos pelos quais a polícia apreendeu o blogueiro ainda não foram divulgados. No entanto, a condução tem o claro objetivo de cercear a liberdade de imprensa, tendo em vista as publicações críticas do Blogueiro à Operação Lava-Jato.

No ano passado, Guimarães postou informações sobre a condução coercitiva do ex-presidente Lula, o que causou investigações por parte do Ministério Público Federal, ainda que vazamentos na Operação Lava Jato sejam consideravelmente comuns e inclusive vazamentos seletivos que facilitaram o golpe institucional jamais foram investigados por ninguém. Essas informações divulgadas em seu blog, seria o motivo alegado por Moro para a apreensão policial desta manhã. No entanto, o blogueiro já tinha audiência marcada e em nenhum momento se indispôs de comparecer para prestar esclarecimento.

A constituição federal supostamente garante aos jornalistas a liberdade de expressão e a proteção de suas fontes, no entanto a condução coercitiva do blogueiro, editor do Blog Cidadania, que para os Juízes e Delegados da PF, a constituição federal só protege os monopólios de imprensa como Rede Globo e outros, para os quais os "vazamentos" são parte intrínseca do jogo de poderes entre golpistas.

Além disso, no mês de fevereiro, Eduardo Guimarães também foi intimado para prestar um esclarecimento acerca de suas postagens nas redes sociais contra o juiz Sérgio Moro, em que se manifestaria supostas ameaças. A audiência estaria marcada para semanas seguintes, ou seja, em nenhum momento o blogueiro se indispôs com a justiça, o que reforça o fato de que as arbitrárias conduções coercitivas servem unicamente para práticas autoritárias cerceando a liberdade de expressão e informação.

A página do blog de Eduardo Guimarães se alia à partidos políticos como PT e PCdoB, sendo este último o partido o qual o blogueiro é filiado e, nas últimas eleições municipais de São Paulo, chegou a se candidatar à vereador. Em seu blog há constantes críticas e denúncias ao governo de Michel Temer e seus ataques, se caracterizando também por criticar a Operação Lava Jato, seus integrantes, condutas e políticas.

O episódio é uma clara amostra de que a estratégia de conciliação e colaboração com o estado burguês, levados adiante pelo PT e o PC do B, nada tem a ver com garantir "mais democracia" ou liberdade de opinião para os trabalhadores e a esquerda, tendo em determinados momentos estes mesmos contribuído para fortalecer a repressão como foi com a Lei Antiterrorista de Dilma Rousef.

O blogueiro já foi liberado, e promete publicar em suas páginas o depoimento do que ocorreu. No entanto, não há explicação para este episódio exceto que a Lava-Jato reforça mecanismos autoritários, permitindo que um Juiz determine quando levar um jornalista somente por não concordar com suas críticas, já que é de praxe os vazamentos seletivos da Operação Lava Jato, inclusive coordenados com a grande imprensa para facilitar o golpe institucional.

Tal acontecimento coloca à mostra a atuação repressora e conservadora que acontece hoje na superestrutura política do Brasil, em que a liberdade de expressão não só não é respeitada, mas reprimida, seja com o cinza do prefeito Doria sobre os grafites de São Paulo, seja o governo golpista e a Lava Jato calando vozes. O Esquerda Diário manifesta seu repúdio à esta ação, estamos em defesa da mais irrestrita liberdade de imprensa.




Tópicos relacionados

Liberdade de expressão   /    Política

Comentários

Comentar